menu
Topo

Relacionamentos


Relacionamentos

"Será que provoquei?": 7 pensamentos que temos quando a relação é tóxica

Getty Images/iStockphoto
Se você tem determinados pensamentos mais vezes do que gostaria, pode ser que esteja em uma relação tóxica Imagem: Getty Images/iStockphoto

Claudia Dias

Colaboração para Universa

2019-05-07T04:00:00

07/05/2019 04h00

Nenhum relacionamento é perfeito em tempo integral. Mas quando os momentos ruins começam a se tornar constantes, dispara o alerta de que as coisas não andam bem. Outra: se você se questiona ou tem determinados pensamentos mais vezes do que gostaria, pode ser que já esteja presa numa relação tóxica.

Muitas vezes, é difícil saber o que é tolerável (ou não) na vida a dois. "Um relacionamento não-saudável é aquele que causa feridas psicológicas, drena e esgota. Com o passar dos anos, pode causar danos profundos no senso de identidade", resume Vivian Wolff, coach de vida e carreira.

Só que, com tantas mensagens dúbias por aí, pode ser difícil ter clareza do que está realmente acontecendo. Listamos sete pensamentos que podem indicar que você vive um relacionamento destrutivo.

"Realmente sou uma pessoa difícil de ser amada"

Se essa ideia surge depois de muito ouvir frases do tipo "Eu sou calmo; é você que me tira do sério" ou "Quero ver alguém te aturar como eu aturo", é prova de que o parceiro está tentando te fazer acreditar que é uma mulher difícil, com "gênio ruim" -- e, olha só, coincidentemente cobra atitudes e respeito que ele não oferece. "Nos tornamos carentes pela ausência total de reciprocidade", pontua Bruna Stamato, neurolinguista, autora de "Nunca quis um marido, sempre quis um companheiro" e "Você merece um amor bom".

"Não vou colocar essa roupa para ele não sentir ciúmes"

Um pouco de ciúmes é até aceitável, mas se o comportamento do parceiro é exagerado, a ponto de você avaliar se deve sair com determinado look, com receio de problemas, é sinal de alerta máximo, de acordo com Vivian Wolff, coach de vida e carreira.

"Será que eu provoquei?"

Segundo Bruna, este pensamento é exatamente o que um parceiro abusador quer que a mulher pense. "Chega uma hora, em todo relacionamento tóxico, que a dúvida se instala e surge a culpa. E essa culpa vai nos aprisionando, e desta forma, nos tornamos submissas e completamente anuladas", argumenta.

"Sinto falta dos meus amigos"

Moisés Luz, psicólogo clínica, é enfático: jamais esqueça dos melhores amigos ao começar uma relação - deslize que muita gente acaba cometendo. O conselho do especialista? Ao se sentir sozinha e descontente com o relacionamento, não tenha receio de buscar uma pessoa de fora (e de confiança) para falar de sua insatisfação. Apoio é supernecessário!

"Se eu falar o que realmente penso sobre o assunto, ele vai gritar comigo"

Erguer a voz um com o outro não leva a lugar nenhum. E se essa prática tem virado rotina nas conversas ou nas vezes em que você comenta algo, aí é problema na certa. Como lembra a coach Vivian, é muito difícil resolver desentendimentos quando não há liberdade para expor sua opinião.

"Não me reconheço mais"

Já sentiu saudade da pessoa que era e da vida que costumava levar? Pois essa ideia aqui é bem comum entre mulheres que se encontram em relações nocivas. Para quem se sente perdida, a boa notícia é que é possível reverter o cenário, escolhendo a si mesma e deixando tudo o que é ruim para trás. "O amor-próprio é a melhor corda que eu conheço para sair do fundo do poço", diz Bruna Stamato.

"Não faço nada certo"

"Se chegou ao ponto em que nada do que realiza é suficiente ou correto para seu parceiro e você passa o dia pisando em ovos, precisa entender que a errada não é você e, sim, essa relação que está vivendo", aponta a coach Vivian.