menu
Topo

Universa

Público pede que família real pague contas do casamento da princesa Eugenie

Getty Images
Princesa Eugenie de York Imagem: Getty Images

Da Universa

28/09/2018 16h28

Ainda falta um mês para o casamento da princesa Eugenie, neta da rainha Elizabeth 2ª, com Jack Brooksbank, mas a cerimônia está causando polêmica no Reino Unido por causa dos custos da festa. 

Para evitar gastos públicos com mais um casamento real, milhares de pessoas assinaram uma petição pedindo que quem arque com os custos da segurança seja a própria família Windsor -- o que não é comum. 

Veja também

Quando os duques de Sussex se casaram, em maio, foi Meghan quem pagou pelo vestido e a família real custeou a festa, da decoração aos comer e bebes.

Mas tudo o que diz respeito à segurança durante o grande dia (transporte dos membros da realeza, treinamento de policiais, prevenção a ataques terroristas, entre outros detalhes) ficou a cargo dos cofres públicos.

A princesa de York é a nona na linha de sucessão ao trono, não é parente direta dos próximos monarcas (Charles e William) e tem um emprego civil, ou seja, não trabalha para a família real. Por esses motivos, espera-se que ela tenha uma cerimônia mais modesta.

De acordo com a "Vanity Fair", no entanto, ela acredita que "merece" um casamento tão pomposo quanto o do primo e vai se casar na mesma capela, com uma lista de convidados ainda maior que a dele -- o que não deixou os súditos muito felizes. 

Toda essa pompa custaria 2 milhões de libras dos impostos pagos pela população, cerca de 10,5 milhões de reais. 

A jornalista britânica Yasmin Alibhai-Brown, especialista em questões como imigração e multiculturalismo, usou o Twitter para criticar o cenário.

"Ela não tem deveres públicos e pagamos 2 milhões de libras por seu casamento "real"? [Os Windsor] são uma das famílias mais ricas do Reino Unido. Cresçam, monarquistas! Parem de se apoiar a contos de fadas infantis", escreveu. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa