Família Real

Casamento real 2018: Príncipe Harry e Meghan Markle dizem "sim" em Windsor

da Universa

19/05/2018 08h49

O príncipe Harry e a atriz Meghan Markle subiram ao altar neste sábado (19), na capela de São Jorge, dentro do castelo de Windsor, na Inglaterra.

A noiva entrou na igreja em um longo assinado por Clare Waight Keller e ostentando a tiara de rainha Mary, emprestada por Elizabeth 2ª, enquanto o noivo usou sua farda de Capitão General da Marinha Real, seguindo a tradição para a data.

Veja também

O responsável por acompanhar Meghan até Harry foi o príncipe Charles, pai do noivo. George e Charlotte conduziram o restante dos pajens e daminhas durante a caminhada. Entre eles estavam Florence van Cutsem, 3, e Zalie Warren, 2, afilhadas de Harry; Remi e Rylan Litt, de 6 e 7 anos, afilhadas de Meghan; e Ivy Mulroney, 4, filha de sua amiga Jessica Mulroney.

Do lado dos meninos, os filhos de Jessica, Brian e John Mulroney, ambos de 7 anos, e o afilhado de Harry, Jasper Dyer, de 6, acompanharão o príncipe George. O príncipe Louis, nascido em abril, ficou em casa.

A rainha, última a chegar para a celebração como manda o protocolo, vestiu uma combinação destacada de verde-limão com detalhe em flor roxa no chapéu.

Ela também marcou o dia dando de presente aos noivos um novo título: duque e duquesa de Sussex; como a agora ex-atriz passa a ser conhecida oficialmente.

Discretos, William e Kate apoiaram o novo casal -- ele, no papel de padrinho, enquanto ela, orientava as crianças para o cerimonial.

A tiara

Meghan não usou a "tiara Spencer", a relíquia de família com que sua sogra, a princesa Diana, se casou com o Príncipe Charles, em 1981. "A peça não voltou a ser usada em público desde a morte de Diana, mas a família Spencer estaria considerando emprestá-la", afirmou uma fonte da empresa de etiqueta londrina Debrett à "Marie Claire" britânica.

No entanto, a duquesa optou por uma tiara que representa a herança da família real: a peça em diamantes pertenceu à rainha Mary, avó de Elizabeth 2ª, e foi feita em 1932.

A cerimônia

O bispo episcopaliano -- fé do pai de Meghan, Thomas Markle -- Michael Bruce Curry e do Arcebispo de Canterbury, Justin Welby, membro superior do clero da Igreja Anglicana, oficializaram a união do casal com o apoio do Dean of Windsor David Conner, que conduziu os rituais.

A principal leitura da Bíblia foi conduzida por uma das irmãs da princesa Diana, Lady Jane Fellowes, como forma de homenageá-la no dia do casamento do filho.

A decoração da capela 

A florista Philippa Craddock, reconhecida por seu trabalho em casamentos como de personalidades da Spice Girl Geri Halliwell, foi a responsável pelos arranjos. Eles levaram folhagens do The Crown Estate e Windsor Great Park, duas importantes propriedades da coroa, e tiveram plantas sazonais como galhos de faia, vidoeiro e choupos, além de rosas brancas de jardim, peônias e dedaleiras.

Philippa já havia explicado em suas redes sociais que a decoração priorizou a sustentabilidade, fazendo uso de plantas polinizadoras de flores silvestres.

Os famosos que passaram por lá

Entre as celebridades que marcaram sua presença no casamento real estão a atriz Priyanka  Chopra, uma das melhores amigas de Meghan, a apresentadora Oprah Winfrey, a tenista Serena Williams, o cantor Elton John, que chegou a cancelar algumas datas de sua turnê especialmente para a ocasião, o ex-jogador David Beckham e a estilista Victoria Beckham, amigos do noivo, além de alguns nomes do elenco de "Suits", próximos à noiva.

A música 

O casamento ainda contou com uma orquestra, composta por músicos da BBC, além do coral da capela de São Jorge e do violoncelista Sheku Kanneh-Mason. 

O primeiro beijo dos recém-casados

O tradicional beijo na sacada -- como os dos casamentos de Kate Middleton com o príncipe William e da princesa Diana e com o príncipe Charles -- não aconteceu entre Harry e Meghan

Mas não é por falta de paixão: tanto o príncipe e a princesa de Gales quanto o duque e a duquesa de Cambridge se casaram em Londres: o primeiro casal na St. Paul's Cathedral e o segundo, na Abadia de Westminster. Por isso, de lá seguiram para a varanda do palácio de Buckingham para saudar o público.

Como o novo casal real se casou em Windsor, o primeiro beijo como marido e mulher aconteceu nos degraus da capela de São Jorge, ao fim da cerimônia.

Esta não é a primeira vez que o protocolo desse ritual é quebrado: em 2011, Kate e William deram dois beijos na sacada do palácio, deixando para trás o costumeiro selinho único.

A procissão por Windsor saudando o público

Após uma hora de cerimônia, às 13h, Harry e Meghan deixaram a capela e fizeram uma procissão pela cidade de Windsor por 25 minutos em uma carruagem. A escolhida foi a Ascot Landau, a mesma usada por Charles e Diana, além de William e Kate, após seus casamentos. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Família Real

Topo