menu
Topo

Universa

Plug anal pode dar prazer para homens e mulheres. Aprenda a usar

Getty Images
plug anal com pompom Imagem: Getty Images

Helena Bertho

do UOL

28/08/2017 04h00

Vamos deixar os tabus de lado e conversar com sinceridade: sexo anal pode, sim, ser fonte de prazer para homens e mulheres. É claro que essa zona erógena do corpo não foi esquecida pela indústria erótica.

Veja também:

Há uma grande diversidade de brinquedos para estimulá-la, os famosos plugs anais. Eles podem ser aliados para quem quer começar a praticar o sexo no lado B e também uma fonte de prazer por si só. Quer testar? A gente ensina!

O que é?

O plug é um acessório erótico para o ânus. Pode ser usado para estimular a região e também como parte de um fetiche, pois alguns têm uma cauda, um pompom ou uma joia na ponta. Ele também costuma ser usado como um "molde" para que a pessoa se acostume com a estimulação anal.

É para todo mundo?

Para ela: o ânus é uma região cheia de terminações nervosas, por isso, a mulher pode sentir muito prazer.

Para ele: próstata é uma grande fonte de prazer masculino, e é exatamente essa parte do corpo que os plugs estimulam. Além disso, se a mulher estiver usando um plug pesado (de metal, por exemplo), o acessório vai provocar um estímulo a mais no pinto.

Como escolher?

A variedade de tipos, formatos e tamanhos é enorme. A escolha depende do que você quer.

Modelo: se a questão e ter um enfeite, escolha um plug de joia ou rabinho. Se é ter prazer, compre os que têm mais variações de formato e texturas. Para curtir sozinha, o vibrador dois em um (vaginal e plug) sai na frente.

Materia: plugs de metal o podem ser gelados ou aquecidos para causar sensações diferentes. Os de silicone são mais macios, mas não tanto quanto os de cyberskin, material que simula a pele humana. Tome cuidado com os de vidro: se a qualidade for baixa, podem quebrar lá dentro.

Tamanho:  para começar, escolha um pequeno, e vá aumentando conforme se acostumar.

Com ou sem vibrador – Alguns modelos de plugs vibram -- tem até com controle remoto. Mas para saber se gosta, só testando mesmo.

Como colocar?

Lubrifique muito bem (mesmo!) o ânus e coloque o plug devagar, sem forçar. Seus músculos vão se contrair no começo. Então, dê tempo para seu corpo relaxar. Vale usar pomadas relaxantes, mas cuidado: não use anestésicos! Se tirarem a sensibilidade do seu ânus, você pode se machucar --a dor é um sinal do seu corpo que é preciso respeitar!

Como curtir?

Antes: é legal passar o plug pelo corpo da outra pessoa. Usá-lo para massagear suas costas e coxas. Não só pelas preliminares, mas também para que o corpo vá se acostumando com o material e fique mais relaxado para o momento de colocaá-lo.

Durante: inserir o plug pode ser prazeroso por si só. Com ele lá dentro, você escolhe se quer deixar paradinho, enquanto outras partes do corpo são estimuladas, ou fazer movimento de vai e vem, imitando a penetração. Massagear a base do plug com movimentos circulares também pode ser bem gostoso.

Tempo: tem gente que gosta de deixar o plug no ânus por algumas horas e curtir o prazer. Nesse caso, lembre-se que não é recomendado deixar mais de três horas.

Em quais posições?

Vale tudo, mas as mais práticas são: de quatro, de ladinho, deitada(o) com um travesseiro sob a barriga ou de cócoras.

A dois ou só?

O plug anal pode ser usado como um complemento ao sexo, enquanto se estimula a vagina ou o pênis com penetração, mãos ou boca. Mas também pode ser usado a sós. Inclusive, vale a pena fazer o teste solo antes, para conhecer seus próprios limites.

Quais cuidados tomar?

Todo plug precisa ter uma base que impeça que ele entre por completo e se perca no intestino. Além disso, não force a barra e não use cremes que tiram a sensibilidade do ânus ou lubrificantes improvisados

Como limpar?

Lave bem o plug anal com água corrente e sabonete íntimo, antes e depois de usar. Deixe secar bem e, para os que forem de cyberskin, passe um pouco de talco antes de guardar. Limpar com um pano e álcool não é recomendável: além de não eliminar todas as bactérias, pode danificar o material.

Fontes: Mirna Zelioli, senxual coach da Love Toys. E Laís Gonçalves, pós-graduanda em sexualidade e consultora sensual na Santa Sensualidade 

Mais Universa