menu
Topo

Sexo

Adepta do poliamor, norte-americana planeja a maior festa de sexo do mundo

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Da Universa

27/11/2018 21h40

Defensora do “sex positive”, Pearl Derriere tem uma meta ambiciosa: organizar a maior festa de sexo do mundo.

Em entrevista ao jornal “Mirror”, a norte americana, de 29 anos, deseja reunir 1000 pessoas na festança que conta apenas com três regras: levar um amigo, deixar o celular desligado e usar preservativo. Além, é claro, do consentimento de ambas as partes.

Veja também

“Pessoas pensam que festas desse tipo vieram à tona recentemente, mas a verdade é que elas sempre existiram e estiveram embaixo dos nossos narizes o tempo todo”, disse ela, que pretende bater o recorde de um evento com a mesma finalidade que aconteceu no Japão e juntou 500 pessoas.

Pearl revelou ter perdido a virgindade aos 16 anos e, desde então, já ter mergulhado no universo do “sex positive”, participando de orgias e swings.

“As pessoas acham que eu sou louca por sexo, pelo meu estilo de vida, mas não é verdade. Eu parei de contar com quantas pessoas eu dormi quando passei dos 100”, relembrou.

Atualmente, ela vive um relacionamento poliamoroso com duas pessoas: o namorado com quem divide a casa, Dan Patrick, de 25 anos, e a namorada que visita frequentemente, Tomi Tailey, de 30.

“Para mim, não consigo imaginar só uma pessoa preenchendo todas as minhas necessidades físicas e emocionais para o resto da vida, por isso fazer swing e outras práticas têm sentido para mim. Posso ir para um evento com o Dan e dormir com outras pessoas, algumas vezes pode ser até um amigo, mas isso não incomoda. É como funciona nosso relacionamento. Não podemos ficar inseguros porque sabemos o valor um do outro”, concluiu.