menu
Topo

Violência contra a mulher

Alec Baldwin faz piada com o #MeToo: "Agora os homens tem que se vigiar"

Roy Rochlin/Getty Images
Alec Baldwin Imagem: Roy Rochlin/Getty Images

Da Universa

29/06/2018 14h25

Infelizmente, a ignorância é um prato que as pessoas comem quente e frio. Alguns até repetem a “refeição”. Como é o caso do ator Alec Baldwin.

Desde que alguns de seus colegas viraram alvos de acusações de assédio, como o diretor Woody Allen e o diretor James Toback, o ator tem feito declarações bem inapropriadas sobre o movimento #MeToo, criado por atrizes de Hollywood para dar visibilidade aos inúmeros casos de abusos sexuais.

Veja também 

Durante sua participação em um dos episódios do programa “Comedians in Cars Getting Coffee”, Alec fez uma piada dizendo que o clima criado pelo #MeToo tem como significado fazer com que os homens “estejam sempre se vigiando”.

“Não é um novo mundo entre os homens e mulheres agora? Nós temos que ser muito, muito vigilantes com nós mesmos. Sempre vigilante (...) outro dia coloquei meu braço em volta da minha esposa e senti uma carga elétrica nele logo depois. Depois coloquei meu braço na cintura dela e já pensei: ‘Isso foi inapropriado?’”, disse ele em tom de sarcasmo. 

Fazer piada com coisa séria não é engraçado. Na verdade, é desrespeitoso com todas as mulheres que tiveram a coragem de se posicionar publicamente contra os grandes chefões da indústria cinematográfica.