Topo

Papo de vagina

Yoni Eggs: como funcionam os ovos de pedra que malham e energizam a vagina

Deva Thirak/Divulgação
Yoni Eggs são pedras de cristal polido que devem ser inseridas na vagina Imagem: Deva Thirak/Divulgação

Helena Bertho

da Universa

25/06/2018 04h00

O pompoarismo como terapia física para os músculos vaginais é um método amplamente conhecido. Sua evolução foi natural e agora ganhou um componente energético: os yoni eggs -- yoni significa “vagina" em sânscrito, a língua clássica da Índia antiga. São pedras em formato de ovos, inseridas lá no órgão sexual para fortalecer os músculos e também energizar.

"É uma medicina ancestral, de milhares de anos, e seu uso sobreviveu com os taoístas na China e com as mexicanas", conta a terapeuta corporal Aysha Almeé.

Aqui no Brasil, a popularidade desta técnica aumentou nos últimos anos, usada por terapeutas tântricas, corporais e sexuais. Entre os benefícios relatados, estão o aumento do prazer, maior libido e lubrificação, fortalecimento muscular, ajuda para relaxar a vagina -- no caso de quem sofre com excesso de tensão, e maior conhecimento a região genital, além de outros menos físicos.

Veja também:

As terapeutas entrevistadas pela Universa destacam os seguintes pontos dos yoni eggs: maior contato com as energias femininas, conexão com a terra, energização dos chakras básicos e até contato com traumas esquecidos. 

Se você acredita em cristais e em seus poderes de cura energética, pode ser que goste dos ovinhos.

Como escolher seu ovo?

Os yoni eggs não têm tamanho padronizado, por serem feitos de maneira artesanal. Ainda assim, podem ser pequenos, médios ou grandes. Ao contrário do que pareceria óbvio, porém, o mais indicado para iniciantes não é o menor. "O médio ou grande é para quem não está acostumada a fazer pompoarismo, não tem o músculo da vagina trabalhado. A gente quer que a vagina tenha contato com o ovo. Para ele não escorregar, é importante que seja maior", explica a terapeuta tântrica Carol Teixeira.

Ela recomenda começar com os maiores e, conforme for adquirindo mais tônus nos músculos, tentar o menor.

Reprodução/ Instagram @helldias
Ovo de obsidiana Imagem: Reprodução/ Instagram @helldias

Sobre as pedras usadas nos ovos, podem ser de diversos tipos. "A escolha deve ser feita com uma terapeuta que tenha conhecimento dos cristais e suas propriedades", diz Carol. Ela conta que a obsidiana, por exemplo, é uma pedra muito forte, que pode trazer à tona traumas e questões profundas. Já o quartzo traria mais amor e abertura para outras pessoas, enquanto a ametista potencializaria os sonhos e o contato com o inconsciente.

"O ideal é conversar com sua terapeuta, para ela entender o que você busca e indicar a pedra ideal", afirma Aysha.

Além disso, existem ovos com furos e cordinhas para amarrar pesos. Esses são específicos para a prática dos exercícios de pompoarismo.

Os ovos e os exercícios

O simples uso dos ovos, segundo as terapeutas, já ajuda no fortalecimento muscular da vagina. Isso porque a parede do canal se contrai para segurar o objeto ali.

Mesmo assim, eles podem ser usados para fazer exercícios de pompoarismo, com contração e relaxamento muscular ritmado.

E a energia?

Já para trabalhar energia, a primeira orientação das terapeutas é ter acompanhamento profissional. Isso porque o uso dos ovos pode despertar traumas e sentimentos ruins.

Dito isso, todas citam a importância da limpeza energética. "A física é com água e sabão. Já a energética, cada pessoa faz do seu jeito particular", diz Aysha. Lavar com sal grosso e deixar o ovo receber a energia da Lua e do Sol é uma das formas mais populares de fazer essa limpeza.

Com o ovo "energizado", seu uso também pode ser feito de diferentes maneiras. Aysha conta que pode ser algo mais pontual, como uma meditação com ele inserido, ou mais longo, como dormir com ele por vários dias.

Carol Teixeira recomenda para as mulheres o uso por até oito horas seguidas, seis dias por semana, pulando as datas de menstruação, como uma forma de terapia de acordo com as propriedades do cristal escolhido.

Cuidados

Se você é do tipo que decide testar as coisas pensando que "mal não faz", as terapeutas alertam que os yoni eggs não são este caso. É preciso ter cuidado ao usá-los.

Um básico é o de higienizar bem as pedras com água e sabão para evitar o contágio por bactérias. Além disso, Aysha alerta para o risco de usar por muitas horas. "Imagine que você segura um peso por muito tempo, seu braço vai entrar em fadiga e baixar sozinho. O músculo da vagina também pode ficar fatigado de segurar o peso do ovo, então é preciso cuidado."

Ela ainda avisa que as gemas não devem ser usadas por grávidas, nem mulheres virgens.

A terapeuta corporal Lourdes Pedretti é ainda mais cuidadosa e observa que as pedras não devem ser usadas sem orientação. "É uma medicina. Tem dosagem certa, prescrição. Pois pode potencializar doenças como miomas, infecções e até câncer. Eu recebo muitas pessoas que estão com sequelas."

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!