menu
Topo

Autoestima

"Depressão é um tormento", diz Hayley Williams sobre sua saúde mental

Getty Images
Cantora de 26 anos está na banda há nove Imagem: Getty Images

Da Universa

01/06/2018 15h09

Meses depois da lançar o álbum "After Laughter", Hayley Williams escreveu sobre saúde mental e as "muitas pressões" envolvendo sua banda Paramore – que quase se separou durante a produção da coletânea – a convite da revista norte-americana"Paper".

Ela começa o texto descrevendo sua vida há três anos, quando estava de casamento marcado com o músico Chade Gilbert, da banda New Found  Glory.

Veja também:

“Havia um Grammy na estante da sala. Eu ia me casar, diminuir o ritmo construir um jardim, ter filhos e, quem sabe quando, produzir mais um álbum do Paramore”, escreveu a vocalista, que pediu a separação em 2017.

Até que, na sequência, ela fala sobre a saída do baterista Jeremy Davis da banda, em 2015. “Acordei daquele sonho com um companheiro a menos no grupo, outra luta sobre dinheiro e quem escreveu quais músicas”, lembra, mencionando as brigas internas que quase levaram o Paramore à separação em 2017.

A crise na banda e a separação de Gilbert levaram Hayley a um estado de tristeza profunda, que ela prefere não chamar de depressão.

“Eu não comi, não dormi e não dei risada por um longo tempo. Ainda estou hesitante em chamar esse sentimento de depressão. Mas depressão é um tormento”, desabafou.

“After Laughter”

O álbum, lançado em 2017, só saiu graças a um exercício de respeito mútuo entre os membros da banda. “Percebi que tínhamos dificuldade de respeitas o espaço e as questões de saúde mental do outro”, disse Hayley à “Paper”.

Segundo a vocalista, uma das músicas de “After Laughter”, o single “Rose-colored Boys”, trata justamente sobre o assunto: “É uma música sobre se sentir pressionado a olhar para o mundo com um olhar cego e otimista”.