menu
Topo

Mães e filhos

Se fosse uma pessoa, smartphone seria melhor amigo de jovens, diz estudo

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da Universa

21/03/2018 15h58

Uma pesquisa com usuários de smartphones do Brasil, Estados Unidos, França e Índia mostrou como cada geração de comporta com seus aparelhos. O Phone-Life Balance Study, comissionado pela Motorola e em parceria com a Dra. Nancy Etcoff, de Harvard, descobriu que a geração Z (de 16 a 20 anos) é mais “grudada” às telinhas do que muita gente imagina.

Entre 4418 usuários de 16 a 65 anos, 53% da faixa mais jovem afirmou que, se fosse uma pessoa, o smartphone seria seu melhor amigo. 52% dos millenials (21 a 37 anos) afirmam que têm uma relação de “segurança” com o aparelho”, enquanto 44% dos baby boomers (54 a 65 anos) dizem não ser muito próximos aos devices.

Veja também

76% dos mais jovens entra em pânico quando perde o aparelho e 72% deles combatem a solidão com ajuda das telinhas. Esta faixa e os millenials são os que mais perdem o sono mexendo no telefone. Já os mais velhos são os que mais ficam tranquilos quando estão longe do aparelho.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!