Topo

Violência contra a mulher

Fotografar mulheres por baixo da saia será crime no Reino Unido

Getty Images
Imagem: Getty Images

da AFP, em Londres

15/06/2018 09h07

Fotografar as mulheres por baixo da saia sem sua permissão será crime passível de até dois anos de prisão no Reino Unido, depois que um caso expôs uma prática que está sendo cada vez mais difundida no país.

O governo de Theresa May anunciou seu apoio a esse projeto de lei apresentado pela deputada liberal-democrata Wera Hobhouse e que conta com o apoio de grande parte do Parlamento. Salvo surpresa de última hora, o texto deve ser aprovado.

Veja também

Ao anunciar seu apoio a esta lei contra o "upskirting", a secretária de Estado de Justiça, Lucy Frazer, disse que "esta conduta é uma invasão odiosa da privacidade, que deixa nas vítimas um sentimento de degradação".

"Ao convertê-la em um crime específico, enviamos uma mensagem clara de que não toleraremos esse comportamento, e aqueles que a cometerem serão punidos adequadamente", acrescentou.

A campanha partiu de Gina Martin, de 26 anos, que foi fotografada por dois homens em Hyde Park, em Londres, em 2017.

Apesar de suas tentativas de que fossem julgados, a prática não estava tipificada especificamente como crime, mas em algum lugar entre desordem pública e atentado ao pudor.

Muitas dessas imagens acabam sendo publicadas em sites pornográficos.

A nova lei alinhará esse crime com os de "voyeurismo" e exporá seus responsáveis a penas máximas de dois anos.

"É uma grande notícia e surge graças a todos que nos ouviram", disse Gina à agência britânica Press Association.

"Quero dar um abraço em todas as mulheres, que entraram em contato comigo para me dizer que também aconteceu com elas, para lhes dizer que, agora - esperamos - poderemos fazer justiça às vítimas", acrescentou.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!