menu
Topo

Violência contra a mulher

Bill Clinton volta atrás e pede desculpas a Monica Lewinsky em programa

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da Universa

06/06/2018 12h49

Após declarar que não pediu desculpas a Monica Lewinsky - e ser duramente criticado por isso -, Bill Clinton teve a chance de repensar as declarações e a postura diante da ex-amante. "Eu não estava em meu melhor momento", justificou-se o ex-presidente americano sobre o caso que quase custou-lhe o cargo, há mais de 20 anos.

Na última segunda (4), Clinton sofreu uma enxurrada de críticas nas redes sociais ao dizer em uma entrevista à NBC que nunca havia pedido desculpas a Monica, ainda que sua ex-estagiária tenha declarado que sofreu estresse pós-traumático por todo esse tempo, graças ao julgamento público por ter sido amante do político.

Veja também

Nesta terça, porém, no programa "The Late Show", Clinton voltou atrás a pedido do apresentador, Stephen Colbert, e cedeu. "Foi uma coisa muito dolorosa que aconteceu há 20 anos e eu peço desculpas à minha família, a Monica Lewinsky e a sua família, e a todo o povo americano. Tive que conviver com as consequências daquilo todos os dias", declarou.