menu
Topo

Transforma

Mulheres protagonizam um mundo em evolução


Marquezine é destaque na "Vogue" americana, mas só falaram sobre o Neymar

Mikael Jansson/Vogue
Imagem: Mikael Jansson/Vogue

Gustavo Frank

Da Universa

2019-03-14T14:40:14

14/03/2019 14h40

Bruna Marquezine surpreendeu os internautas nesta quinta-feira (14) ao ganhar destaque na revista "Vogue" norte-americana.

Em uma matéria especial, a publicação de renome mundial coloca a artista como uma das estrelas globais que "não conhecem limites", ao lado de mais outras 13 atrizes, cada uma de um país. Além dela, estão nomes como Scarlett Johansson, representando os Estados Unidos, e a francesa Léa Seydoux.

No entanto, a matéria pecou ao apresentá-la como a "ex-namorada de Neymar", algo notado pelos fãs e internautas que se manifestarem nas redes sociais.

A primeira frase que introduz o trecho de apresentação de Marquezine diz: "a discreta estrela brasileira de telenovelas, de 23 anos, que namorou o jogador Neymar por muitos anos".

O que poderia ser uma simples referência -- que já é problemática por si só por associá-la a um homem em uma lista com a finalidade de destacar as mulheres - se estende ao longo de todo o texto com a síntese sobre quem ela é.

"No Brasil, você precisaria de um novo princípio matemático para calcular o nível de fama que essa combinação renderia. 'Ele foi meu primeiro namorado de verdade', conta Marquezine, uma ex-estrela infantil. Ela tinha dezessete anos quando começou a namorar, amadurecendo em público, gostando ou não. 'As pessoas adoravam assistir ao relacionamento como se fosse uma novela. Nós terminamos mais de quatro vezes', diz ela com tristeza em sua voz. 'Como alguém que está assistindo, você quer um final feliz, mas como produtor às vezes você sabe que não está dando certo. Foi como dizer às pessoas: não terá outra temporada."

No Twitter, muitos se posicionaram contra a atitude da "Vogue" de colocar Marquezine como a ex-namorada de Neymar.

Ainda nas redes, alguns acreditam que o texto liberado na página virtual da "Vogue" é apenas um trecho do que virá na matéria impressa. Para nós, de Universa, vale sempre lembrar que Bruna nunca precisou de Neymar para ser um ícone.

Mais Transforma