menu
Topo

Beleza

Quer pintar o cabelo? Conheça técnicas de coloração e cuidados para os fios

Getty Images
Imagem: Getty Images

Luana Kondrat

Colaboração para Universa

27/09/2018 04h00

Há mulheres que adoram mudar a cor do cabelo, fazer mechas, luzes e apostar em tons da moda, outras preferem dar um "up" no visual com cores mais naturais e há ainda quem opte apenas por cobrir os fios brancos.

Existem diversas técnicas e produtos para quem resolveu fazer coloração. Além disso, há procedimentos que tratam as mechas, minimizando seus danos.

Veja também:

Se já está com vontade de escolher o próximo look, saiba tudo sobre cada método e veja qual mais combina com você: 

Tintura

Muito comum, a coloração à base de tinta retira o pigmento da cor do cabelo para depositar um novo, explica Jeferson Ribeiro, hairstylist da Maison Jacques Janine, de São Paulo. 

Esse processo é permanente e, nos salões, a tintura é misturada com água oxigenada de variados volumes -- tudo depende da cor desejada, diz o cabeleireiro e personal hair Flavio Nunes. As versões caseiras já vêm prontas para aplicar, mas, se não houver prática, os fios podem ficar manchados.

Vantagens: Segundo a química Cristiane Batista, química da Acquaflora Cosméticos, a tintura cobre 100% dos fios brancos, clareia até quatro tons, resiste bem a lavagens e agentes externos, como a poluição e a oscilação de temperatura, tem boa durabilidade, além de cores vibrantes e duradouras.

Desvantagens: Como as cutículas dos fios são abertas durante o processo, eles acabam perdendo nutrientes e água, tendo como resultado o ressecamento. Outro ponto é a química das tinturas – a amônia, uma das principais substâncias, pode causar alergias e irritação no couro cabeludo, esclarece Cristiane.

Como cuidar: Para manter a cor por mais tempo, Flavio Nunes aconselha usar em casa produtos específicos para fios coloridos -- xampu, condicionador e máscara hidratante, que deve ser usada ao menos uma vez por semana. “Coloque na rotina uma visita quinzenal ao salão para fazer um banho de brilho. Ele é ideal que para prolongar a cor e hidratar de forma mais profunda”, recomenda. 

Tonalizante

Funciona como uma espécie de película. “Por não ter amônia, não abre as escamas do fio para tirar sua cor e depositar uma nova. Ele apenas cobre as mechas e, por isso, não é tão agressivo”, conta Jeferson Ribeiro.

Esse produto ajuda também a intensificar a cor dos cabelos -- naturais ou coloridos -- e, se contiver pigmentos acinzentados ou prata, dá fim ao amarelado dos fios descoloridos, diz Flavio Nunes.  

Vantagens: Por ter componentes menos agressivos, causa menos danos aos fios. Também é uma ótima alternativa para quem quer mudar o visual mas tem cabelos com relaxamento ou progressiva. Tem mais: o produto consegue cobrir até 70% dos fios brancos, o que garante um aspecto bem natural, explica Cristiane Batista.

Desvantagens: Só clareiam até dois tons, o que limita um pouco a variedade de looks. Não tem longa duração, já que a pigmentação não é permanente e, a cada lavagem, acaba saindo um pouco da cor -- dura, em média, cerca de 20 dias.

Como cuidar: Por conter menos química que outras técnicas de coloração, não é necessário visitar o salão para hidratar os fios. Basta usar produtos com agentes emolientes e máscara hidratante a cada 15 dias.

Xampus e máscaras tonalizantes

Ideal para realçar a cor das mechas, pois impede que a coloração -- ou os fios brancos -- fiquem com aspecto envelhecido e desbotado. Isso ocorre porque o produto tem pH alcalino, que abre as escamas dos fios e deposita só um pouquinho de cor.

“Por isso, é importante escolher o tom mais próximo da cor do cabelo, colorido ou não: vermelho, marrom, loiro, mel...”, ressalta Jeferson Ribeiro.

Vantagens: Práticos, podem ser aplicados em casa, uma vez por semana. Não agridem os fios e são aliados para cobrir os primeiros fios brancos ou serem usados após a tintura, por reforçar o brilho e realçar o tom.

Desvantagens: Não têm poder de clarear o cabelo. Ou seja, se a ideia é um visual mais ousado, não é o procedimento indicado. O pigmento fica apenas sobre a superfície dos fios.  

Como cuidar: Não prejudica os fios como a tintura ou a descoloração. Isso significa que você pode manter sua rotina de hidratação normal. Ou seja, com xampus, condicionadores e máscaras hidratantes específicas para o seu tipo de cabelo.

Descoloração

A principal função do descolorante é retirar a cor do fio sem depositar um novo pigmento. É um processo químico intenso, que pode transformar o cabelo castanho-escuro em loiro claríssimo, explica Jeferson Ribeiro. Durante a técnica, é usada água oxigenada de volume 20, 30 e até 40 -- quanto maior, mais claro vai ficar o cabelo.

Vantagens: Os tons feitos com descoloração vão dos mais discretos aos mais chamativos -- é possível fazer luzes, mechas, balayage, trazer profundidade aos fios e até criar uma base platinada para acrescentar tintas coloridas, em tons fantasia, como azul, verde ou rosa.

Desvantagens: A água oxigenada é bastante agressiva. Ela abre as cutículas dos fios, eliminando todo o pigmento até chegar ao tom desejado, o que faz com que fiquem bastante ressecados e sem nutrientes.

Como cuidar: A atenção deve ser redobrada. Primeiro, é necessário usar produtos específicos para cabelos descoloridos. Isso inclui os desamareladores, que devem ser usados com máscara hidratante toda semana, sem falta. Visitas ao salão a cada 15 dias para a manutenção do loiro é fundamental. “A matização feita por um profissional é ideal para manter a cor viva e sem aquele tom alaranjado”, diz Flavio Nunes.

Henna

Dentre as opções de coloração, a henna é considerada a mais natural de todas. Ela funciona como uma “maquiagem” sobre o cabelo, agindo principalmente nos fios brancos.

“Por isso recomendo para mulheres que querem cobri-los, mas sem abusar da química”, conta Jeferson Ribeiro. Existem duas versões disponíveis: a em pó e a líquida. “Caso seja em pó, basta misturar o produto com água, respeitando as instruções da marca. Nas versões líquidas, basta aplicar mecha a mecha”, diz Flavio Nunes.

Em ambos os casos, deve ser aplicada nos fios limpos -- úmidos ou secos. O tempo de ação varia conforme o tom desejado, basta olhar as indicações da embalagem.

Vantagens: Não contém substâncias químicas sintéticas; são todas naturais e, por isso, não fazem mal a saúde. A henna garante, ainda, fios mais encorpados e com brilho.

Desvantagens: A técnica não cobre 100% dos fios, o que faz dela uma coloração bem discreta. Também não dura como as tinturas tradicionais e, a cada lavagem, perde-se um pouco do tom. “As cores também são limitadas aos dourados, vermelhos e castanhos”, atenta Jeferson Ribeiro.

Como cuidar: Você vai precisar de xampus e condicionadores com agentes hidratantes. A máscara pode ser usada a cada 15 dias para ajudar a manter a cor por mais tempo.

5 mandamentos para quem for colorir o cabelo em casa

Com exceção da descoloração, que se feita de forma errada pode causar queda dos fios e até corte químico, todos os outros procedimentos estão liberados para fazer em casa. Mas fique atenta a algumas dicas:

  1. Ao aplicar qualquer produto, use sempre luvas. Como as tinturas contêm pigmentos, elas podem manchar a pele.
  2. Para evitar manchas na testa e nas têmporas, aplique hidratante ou vaselina ao redor da cabeça, ao longo da linha do cabelo. Uma vez protegidas, os pigmentos não vão agir sobre essas áreas
  3. Procure usar tintas e tonalizantes com o cabelo levemente sujo. A oleosidade ajuda a proteger os fios das agressões da coloração.
  4. Nunca aplique o produto de uma vez só sobre a cabeça. Você deve separar o cabelo em mechas médias, aplicar a tintura sobre a raiz em direção às pontas. Assim, o resultado será mais homogêneo.
  5. Se ainda falta um pouco de prática, use pincel para aplicar a tintura. Ele é ótimo para espalhá-la de forma homogênea ao longo do cabelo. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!