Topo

Beleza


Beleza

Quer ter cabelo colorido? Veja quanto custa e os cuidados para mantê-lo

Andressa Zanandrea

Do UOL, em São Paulo

2017-04-09T11:35:00

09/04/2017 11h35

Fios coloridos, como os rosa de Fiorella Mattheis, são um dos principais hits de beleza do momento. Mas antes de se jogar nessa moda, é preciso saber que cabelos com cores fantasia requerem muita manutenção -- o que também significa mais investimento.

Naturalmente loira e acostumada a frequentar o cabeleireiro para fazer luzes duas ou três vezes por ano, Fiorella, de 29 anos, sentiu a mudança drástica na rotina: em 15 dias de fios rosa, a atriz fluminense teve de ir ao salão quatro vezes para retocar a cor. "Como vou ficar assim só até maio, quando tenho de voltar a ficar loira, não quis descolorir os fios. O [cabeleireiro] Marcos Padilha fez mais luzes e diluiu o pigmento no creme, então despigmenta muito rápido", conta.

Em casa, a atriz se tornou adepta da dupla protetor térmico e secador de cabelo, itens que antes não faziam parte do seu arsenal diário de beleza. "Minha rotina mudou muito. Agora tenho de tomar mais cuidado todos os dias. Mas é bom mudar", diz a atriz.

Prepare o bolso

Nos salões, os tons mais pedidos são rosa, lilás e verde água. Além de superestilosos, os cabelos coloridos são caros: para chegar ao resultado, normalmente é preciso fazer os processos de descoloração e coloração. Segundo a hairstylist Natieli Coghi, do Criar by Fabinho Araújo, de São Paulo, o gasto inicial seria a partir de R$ 600 no salão, sem contar o investimento em produtos para a manutenção em casa.

Invista em produtos para cabelos coloridos

Os cabeleireiros recomendam o uso de produtos para cabelo colorido -- há, inclusive, linhas específicas para cada cor fantasia. "Usar máscaras coloridas é importante, pois ela prolonga e retoca a cor, devolve nutrientes e ainda promove o brilho. Elas prolongam a cor por mais tempo, evitando que precise voltar ao salão para o retoque frequente", explica Rodrigo Cintra, hairstylist do Studio W Iguatemi, apresentador do programa "Esquadrão da Moda", do SBT.

Não lave o cabelo todo dia

Lavar os fios diariamente ajuda a desbotá-los mais rápido. Além disso, Cintra diz que deve-se evitar água quente, que desbota mais a cor. Não tomar sol sem filtro solar, ele também é um grande vilão para essa coloração durar mais. Evite usar xampu antirresíduos.

Troque o condicionador pela máscara e use protetor térmico

Por conta da descoloração, o cabelo fica ressecado. "Quanto mais escuro, maior o ressecamento e os danos. Vale substituir o condicionador pela máscara para potencializar a hidratação", explica Natieli Coghi. Além disso, é imprescindível intensificar o tratamento com protetor térmico antes de usar secador, babyliss ou chapinha nos fios -- fontes de calor podem danificar e desbotar os fios, segundo Cintra.

Idas ao cabeleireiro são mais frequentes

Normalmente, são recomendados retoques mensais, no caso de cabelos previamente descoloridos. "O retoque sai mais barato, a partir de R$ 350", diz Natieli. Em alguns casos, segundo Rodrigo Cintra, são recomendados retoques quinzenais.

Tirar a cor depois dá trabalho

Para tirar, é preciso remover o pigmento fantasia com uma decapagem -- que é um processo de descoloração mais suave. Esses processos podem deixar os cabelos ressecados e sensíveis. "Nos tons mais frios, a agressão é maior, porque precisa descolorir mais", ensina Rodrigo Cintra.