menu
Topo

Diversidade

Modelo gera polêmica ao falar de racismo: "Sabe como é difícil ser loira?"

Getty Images for Victoria
Imagem: Getty Images for Victoria's Secret

Da Universa

15/09/2018 11h26

Devon Windsor, conhecida por desfilar pela grife de lingeries Victoria’s Secret, gerou polêmica ao participar de uma discussão sobre racismo com suas colegas do reality show “Model Squad”.

Tudo começou quando Shanina Shaik começou a compartilhar com as amigas algumas histórias pessoais do começo de sua carreira, quando sofria preconceito pela cor da sua pele e teve sua capacidade de entrar no mundo da moda questionada por isso.

Veja também 

"Eu sofria bullying. Por causa da minha cor, diziam que eu não conseguiria entrar na indústria de alta costura. Muitas mulheres negras não foram para a Semana da Moda de Milão porque não queriam garotas daquela cor nas passarelas”, comentou ela.

Loira, branca e magra, Devon, que estava próxima a roda de conversa, resolveu então compartilhar suas “dificuldades”, a fim de igualar a situação.

"Eu literalmente atravessei o inferno ao viver em diferentes países a cada poucos meses sem falar a língua. Eu não falava Paris, não falava italiano", disse ela, se referindo à língua francesa.

Após a afirmação, Ping Hue, outra modelo do reality, interrompeu a colega e disse: “Acho que você não consegue entender as dificuldades de ser diferente”.

“Você sabe como é difícil ser loira? Eu tenho que fazer luzes todo mês”, respondeu ela dando risada, enquanto as outras modelos aparecem incomodadas o discurso.

Após a repercussão negativa de sua afirmação, Devon usou seu Twitter para se desculpar pelo que disse, afirmando ter sido insensível e ter feito um comentário “da boca para fora”.

“Quero me desculpar pelo que disse. Não preciso nem dizer como os comentários que fiz no programa foram incrivelmente insensíveis. A maior parte da conversa foi editada e se uma colega minha quisesse debater um assunto tão sério, eu nunca faria uma piada. Tenho muito respeito pelas minhas colegas. Sei também que devemos levar a sério a luta pela diversidade e inclusão nessa indústria e outras. Eu fiz um comentário da boca para fora para aliviar o clima e me sinto terrível de ter magoado outras pessoas. Fico ainda mais desapontada ao pensar que meus comentários podem levar alguém a acreditar que sou preconceituosa. Respeito, honro e admiro todas aquelas que quebraram barreiras para uma comunidade inclusiva dentro e fora da indústria da moda. Espero que eu possa continuar a aprender com outras pessoas. Estou sempre tentando me tornar uma versão melhor de mim mesma”, escreveu.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!