menu
Topo

Relacionamentos


Mulheres são mais exigentes do que homens nos sites de namoro, diz pesquisa

Getty Images
Imagem: Getty Images

da Universa, em São Paulo

27/06/2018 12h32

As mulheres são mais seletivas e exigentes em seus critérios para eleger os caras com quem vão sair através de plataformas de relacionamentos.

A conclusão é do estudo "Mulheres e homens sabem o que querem? As diferenças de sexo nas preferências educacionais de quem namora online", publicado na última sexta (22) por pesquisadores da Queensland University of Technology, da Austrália, no periódico Psychological Science. 

Veja também

Segundo os dados de mais de 41 mil usuários de sites de namoro, de idades entre 18 e 80 anos, as mulheres com menos de 40 — no pico de sua fertilidade — são mais criteriosas na escolha de um parceiro do que um homem que usa o mesmo tipo de ferramenta.

Nesta faixa etária, elas tendem a procurar por parceiros com o mesmo nível de educação formal que elas ou mais.

No entanto, após os 40, o cenário se inverte: os homens se tornam mais exigentes do que elas, de acordo com as mais de 215 mil trocas de mensagens analisadas pelos estudiosos.

"Em muitas culturas, as mulheres usam a educação como um indicativo de qualidade [do parceiro] porque ela é comumente associada ao status social e à inteligência, ambos atributos muito procurados", explicou o especialista em comportamento econômico Stephen Whyte ao jornal britânico "The Independent".

Os resultados deste estudo chegam após um ano da primeira análise publicada pelo time do pesquisador Stephen Whyte no jornal de Cyberpsychology, Behaviour e Social Networking que afirmava que, apesar das diferenças em preferências entre homens e mulheres, usuários de plataformas digitais de namoro costumam ser menos exigentes do que aqueles que não fazem uso deste tipo de mídia para se relacionar.