Transforma

Mulheres protagonizam um mundo em evolução

Justiça de South Fulton é a 1ª chefiada apenas por mulheres negras nos EUA

Reginald Duncan/The Atlanta Voice
Justiça criminal do Condado de Fulton Imagem: Reginald Duncan/The Atlanta Voice

Da Universa

05/06/2018 20h19

O condado de Fulton, no estado da Géorgia, nos Estados Unidos, fez história ao ser a primeira cidade a ter mulheres negras nomeadas para os cargos de chefia da justiça criminal; em todos os seus departamentos.

Quem assume a polícia é Sheila Rogers, que possui mais de 26 anos de experiência na área e participa do pequeno grupo de mulheres que exercerem a função em território norte-americano, de acordo com o "The Atlanta Voice".

Veja também

Além dela, está Tiffany Carter Sellers, formada em direito pela Universidade da Géorgia, a primeira juíza-chefe da cidade, selecionada entre milhares de outros juízes dos municípios próximos. Ao assumir o posto, Carter nomeou Lakesiya Cofield como administradora do tribunal e Ramona Howard como a primeira funcionária da instituição.

Por fim, estão as advogadas LaDawn “LBJ” Jones, que processa os casos da defensoria pública da cidade, e Viveca Famber Powell, que responde pelos acusados no julgamento.

A publicação afirma que a escolha não foi planejada e se trata de representar adequadamente a comunidade a qual elas servem.

“Nosso objetivo é garantir a justiça para todos. No entanto, como mulheres afro-americanas, somos sensíveis à história da justiça criminal em nosso país. Queremos ser um exemplo sobre como fazer as coisas corretamente”, disse Tiffany Sellers.

Um dos programas que devem ser implantados por ela é o “Second Chance South Fulton”, que permitirá aos infratores um registro limpo em troca de serviços comunitários, como educação e aconselhamento psicológico, quando apropriado.

“Um dos principais objetivos das leis é proteger os cidadãos e a cidade. Você pode fazer isso sem mandar todo mundo para a prisão ou cobrar altíssimo pelas fianças”, diz LaDawn Jones.

Outro diferencial é a nomeação do defensor público. Na maioria das jurisdições, esse profissional só é atribuído depois que o indivíduo prova não ter condições financeiras para pagar um advogado particular. Em South Fulton, todos que comparecerem perante o tribunal têm a oportunidade de receber um advogado designado a eles antes de tomar uma decisão sobre o caso.

"Apesar de lidarmos com contravenções, os casos podem ter sérios efeitos a longo prazo sobre a pessoa acusada. Ter uma oportunidade de aconselhar os clientes garante que a justiça seja recebida por todos”, conclui Viveca Powell.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Transforma

Topo