Direitos da mulher

Empregadores não aprenderam nada com movimento Me Too, diz estudo

Kenzo Tribouillard/AFP Photo
Imagem: Kenzo Tribouillard/AFP Photo

Da Universa

16/05/2018 16h53

Desde que nasceu, há cerca de seis meses, o movimento #MeToo incentivou a denúncia de diversos casos de assédio sexual e discriminação de gênero, especialmente no mercado de trabalho.

Mesmo com todo esse impacto, um estudo norte-americano revelou que empresas e lideranças corporativas não estão dispostas a rever suas atitudes. 

Veja também: 

Apenas 32% dos entrevistados pela pesquisa, publicada pela American Psychological Association (APA), notaram alguma mudança positiva em direção à igualdade entre homens e mulheres. 

Dentre as ações reportadas pelos funcionários, no entanto, as mais frequentes são recados da empresa lembrando a política interna contra assédio sexual.  

Ações mais efetivas, como palestras e treinamentos direcionados ao tema, apareceram em apenas 10% das respostas.

Correção do regulamento interno e mais rigidez ao tratar casos de abuso sexual, abordagem mais humana na área de recursos humanos às vítimas, por exemplo, foram identificadas por menos de 8% dos trabalhadores entrevistados.

"O movimento #MeToo deu aos líderes empresariais a oportunidade de finalmente tomarem uma ação real, ajudando a eliminar um problema de gerações. Evitar o assunto é ruim para o bem-estar dos funcionários e da empresa", defende David W. Ballard, diretor da APA. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

BBC
Da Universa
ANSA
AFP
AFP
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
ANSA
AzMina
Da Universa
ANSA
Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
ANSA
EFE
ANSA
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo