menu
Topo

Direitos da mulher

Grávida é expulsa de táxi e obrigada a pagar taxa porque sua bolsa estourou

iStock
Imagem: iStock

Da Universa

15/05/2018 19h45

A britânica Cherise  Gwilt estava dentro de um táxi quando percebeu que a bolsa de líquido amniótico havia estourado e logo entraria em trabalho de parto. Quando pediu ao motorista que mudasse o trajeto para a maternidade, no entanto, foi expulsa do carro e obrigada a pagar uma taxa de limpeza. 

O caso aconteceu em Staffordshire, na Inglaterra, na última quinta-feira (10), enquanto a mulher de 43 anos ia fazer compras para a chegada do bebê. 

Veja também: 

Ao jornal britânico Daily Mail, Cherise disse que o motorista ficou furioso e não parou de gritar até que seu filho mais velho, de 12 anos, descesse do carro e sacasse as 70 libras (valor equivalente a 200 reais) cobradas pela limpeza. 

"Quando o motorista finalmente nos deixou em paz, liguei para uma ambulância e para o meu marido, chorando", disse a mulher, que três horas depois deu à luz à caçula Dottie Mae.

A frota de táxis Lucky Seven, responsável pela corrida, prometeu reembolsar Cherise e alegou que a taxa foi cobrada porque houve falta de comunicação entre motorista e passageira. 

Em defesa do taxista, o CEO da empresa Zahir Ahmad disse que o funcionário teria confundido o líquido amniótico com urina e, por isso, teria agido de forma agressiva. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!