menu
Topo

Violência contra a mulher

Após Weinstein, Cannes conta com disque-denúncia contra assédio

Alberto Pizzoli/AFP
Salma Hayek em protesto de atrizes, diretoras e produtoras em Cannes Imagem: Alberto Pizzoli/AFP

Da Universa

13/05/2018 20h56

Neste ano, o festival de Cannes contou um canal para denúncias de assédio sexual durante o festival. São três funcionários, bilíngues, que trabalham em parceria com o governo francês para dar assistências às vítimas. 

Segundo o site Deadline, um porta-voz teria afirmado que a central tem recebido "vários chamados" durante os dias de festival, que começou no dia 8 e vai até a próxima sexta (18).  A maioria das ligações é relacionada a denúncias do público em geral, e não a membros da indústria. 

Leia também

O direção do Festival de Cannes distribuiu folhetos para reforçar a ação, indicando que uma condenação por assédio sexual possui multa de 45 mil euros e três anos de prisão

.O disque-denúncia foi criado após os inúmeros casos de assédio e estupro relatados por atrizes contra o magnata Harvey Weinstein. No sábado (12), a presidente do júri, Cate Blanchett, comandou uma marcha feminina apoiando a igualdade entre homens e mulheres dentro da indústria do cinema.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!