Direitos da mulher

Para "Time", criadora do #Metoo é uma das pessoas mais influentes do mundo

Getty Images
Tarana Burke posa ao lado de Michelle Williams no Globo de Ouro Imagem: Getty Images

Da Universa

19/04/2018 13h46

Fundadora do #MeToo ("eu também", em tradução livre do inglês), a americana Tarana Burke foi escolhida pela revista americana "Time" como uma das cem pessoas mais influentes do mundo, na categoria "ícone". A tradicional lista foi divulgada nesta quinta-feira (23) e trouxe seis capas comemorativas. Uma delas, com Tarana. 

Foi graças ao movimento criado em 2006 que mulheres do mundo inteiro passaram a revelar no Twitter os assédios e abusos sexuais de que foram vítimas ao longo da vida. O movimento, que já conta com mais de 500 mil denúncias, foi iniciado pela atriz Alyssa Milano, após surgirem relatos de colegas como Angelina Jolie, Cara Delevingne e Gwyneth  Paltrow -- todas agredidas pelo produtor de cinema Harvey Weinstein. A hashtag apontou também os abusos sofridos por Lady Gaga, Anna Paquin e Debra Messing.

Veja também

Crescida e criada no Bronx em Nova York (EUA), Tarana atualmente é diretora sênior da "Girls for Gender Equity", uma organização sem fins lucrativos no centro de Brooklyn, que tem como objetivo criar oportunidades de emprego e estudo para jovens mulheres.

A post shared by TIME (@time)

on

Tarana participou da edição de 2018 do Globo de Ouro, que trouxe um dos maiores protestos contra os assédios e abusos sexuais praticados em Hollywood. Para representar o momento, atrizes e ativistas vestiram trajes pretos. Na época, Natalie Portman foi um pouco além e cutucou o júri ressaltando que todos os indicados a Melhor Diretor eram homens.

Cerca de metade das menções à hashtag #MeToo, desde que o movimento foi criado, veio de fora dos EUA. Acusações de casos que ocorreram há décadas levaram à queda de alguns dos homens mais poderosos dos EUA, Reino Unido, Israel, Itália, França África do Sul, Canadá, Peru e Índia. 

Em 2017, vítimas e denunciantes de assédio sexual que motivaram a campanha foram escolhidas como as personalidades do ano pela revista americana. Símbolos da campanha: Ashley Judd (atriz), Taylor Swift (cantora), Isabel Pascual (lavradora), Adama Iwu (lobista) e Susan Fowler (ex-engenheira do Uber) estamparam a capa.

Mais destaques

A post shared by TIME (@time) on

Meghan Markle, noiva do príncipe Harry, também aparece na categoria "líderes", assim como o herdeiro do trono do Reino Unido.

A cantora Jennifer Lopez, a atrizes Nicole Kidman e Tiffany Haddish e a guru de negócios Satya Nadella também ganharam capas com seus rostos.

Dividida em grupos, na seção “artistas” foram escolhidos: Nicole Kidman; Millie Bobby Brown, estrela de “Stranger Things”; Gal Gadot, a Mulher-Maravilha; Lena Waithe, como a primeira mulher negra a ganhar o prêmio na categoria Melhor Roteiro pela série “Master of None” em 2017; o diretor Guillermo del Toro, que ganhou o último Oscar por “A Forma da Água”; e o ator Hugh Jackman.

A post shared by TIME (@time) on

Entre os "ícones" estão a cantora J. Lo; Chadwick Boseman, o Pantera Negra; Rihanna; e a atriz chilena trans Daniela Vega, que estrelou “Uma Mulher Fantástica”, o primeiro longa do país a ganhar o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

A lista é publicada desde 1999 e é escolhida pelos editores da revista, após sugestões de pessoas indicadas em anos anteriores e pela equipe da publicação.

Veja a lista completa abaixo:

Pioneiros:

Tiffany Haddish, atriz; Cardi B., rapper; Kumail Nanjiani, comediante; Nice Nalantei Leng'Ete, ativista dos direitos das mulheres no Quênia; Chloe Kim, snowboarder; Carl June, médico que pesquisa tratamentos contra o câncer; Jan Rader, chefe de bombeiros; Peggy Whitson, astronauta; Issa Rae, atriz; Bhavish Aggarwal, empresário indiano; Jesmyn Ward, escritora americana; Ruth Davidson, política; Whitney Wolf Herd, empresária; Marica Branchesi, astrofísica; An McKee, cientista;Trevor Noah, apresentador; Jian-Wei Pan, físico; Cameron Kasky, Jaclin Corin, David Hogg, Emma González e Alex Wind, sobreviventes do massacre da escola de Parkland, na Flórida.

Líderes:

Satya Nadella, CEO da Microsoft; Donald Trump, presidente dos Estados Unidos; príncipe Harry; Meghan Markle, atriz e noiva de Harry; Carmem Yulín Cruz, prefeita de San Jose, em Porto Rico; Mohammad bin Salman, príncipe herdeiro da Arábia Saudita; Sadi Khan, prefeito de Londres; Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá; Xi Jiping, presidente da China; Sean Hannity, comentarista político; J.J. Watt, jogador de futebol americano; Robert Mueller, ex-diretor do FBI que investiga as ligações entre Trump e a Rússia; Kenneth C. Frazier, CEO da Merk & Co., Nancy Pelosi, política americana; Kim Jong Un, líder da Coreia do Norte; Leo Varadkar, político irlandês; Emmerson Mnangagwa, presidente do Zimbábue; Jacinda Arden, primeira-ministra da Nova Zelândia; Savannah Guthrie e Hoda Kotb, jornalistas e apresentadoras; Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão; Sheik Hasina, primeira-ministra de Bangladesh; Jeff Sessions, procurador-geral dos Estados Unidos; Moon Jae-In, presidente da Coreia do Sul; Emmanuel Macron, presidente da França; Mauricio Macri, presidente da Argentina; Scott Pruitt, político americano; e Haider al-Abadi, primeiro-ministro do Iraque.

Artistas:

Nicole Kidamn, atriz; Hugh Jackman, ator; Gal Gadot, atriz; Ryan Coogler, diretor e produtor; Sterling K. Brown, ator; Millie Bobby Brown, atriz; Kehinde Wiley, pintor; Christian Siriano, estilista; Lena Whaite, atriz e produtora; Greta Gerwig, diretora; Roseanne Barr, atriz; Shawn Mendes, cantor; Guillermo del Toro, diretor; Deepika Padukone, atriz; JR, fotógrafo e artista plástico; Jimmy Kimmel, apresentador; Judy Chicago, artista feminista e escritora; e John Krasinski, ator e diretor.

Ícones:

Jennifer Lopez, atriz e cantora; Chadwick Boseman, ator; Rihanna, cantora; Adam Rippon, patinador olímpico; Tarana Burke, fundadora do movimento #MeToo; Cristina Jiménez, fundadora de organização voltada para ajudar jovens imigrantes; Janet Mock, escritora e ativista dos direitos dos transgêneros; Kesha, cantora; Kevin Kwan, escritor; Jodi Kantor, Megan Twohey e Ronan Farrow, jornalistas que revelaram as acusações contra Harvey Weisntein; Maxine Waters, política; Sinta Nuriyah, ex-primeira dama da Indonésia; Rachael Denhollander, ex-ginasta; Daniela Vega, atriz trans; Virgil Abloh, designer de Gana; e Christopher Wilye, delator do escândalo envolvendo o Facebook e a Cambridge Analytca.

Titãs:

Roger Federer, tenista; Oprah Winfrey, apresentadora; Jeff Bezos, CEO da Amazon; Cindy Holland, vice-presidente de conteúdo original da Netflix; Kevin Durant; jogador de basquete; Elon Musk, empresário e CEO de várias companhias; Sonia Friedman, produtora de teatro inglesa; Giuliano Testa, médico especialista em transplantes; Masayosh Son, empresário japonês e CEO da SoftBank; Elizabeth Diller, arquiteta; Virat Kholi, jogador de críquete e capitão da seleção indiana; Adam Neumann, empresário e CEO da WeWork; Pony Ma, magnata chinês; José Andrés, chef de cozinha.

Todos os famosos acusados de assédio e abuso sexual (até agora)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
ANSA
AFP
AFP
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
ANSA
AzMina
Da Universa
ANSA
Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
ANSA
EFE
ANSA
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo