Carreira e finanças

Amazonas criam o 'Enjoei dos cavalos'; peça sai por menos da metade de nova

Divulgação
Enjoei dos cavalos Imagem: Divulgação

Marcos Candido

Da Universa, em São Paulo

04/04/2018 04h01

“A intenção da nossa loja é que seja um ‘Enjoei’ equestre”, explica a amazona e empresária Camila Barreto, 36, sobre seu mais novo negócio. Em março, ela e a sócia Ana Helena Mofarrej, 26, inauguraram um site de compra e vendas de itens usados para cavaleiros e amazonas. A fórmula é parecida com o do site “Enjoei”, que já faz bastante sucesso entre blogueiras e famosas, que mantêm lojas lá. A diferença é que saem peças como regatas e tops e entram culotes, coletes, capacetes, casacas, selas e até mesmo cabrestos.

Foi no dia a dia de prática em salto na Sociedade Hípica Paulista, em São Paulo, que elas viram a oportunidade para investir. Entre a primeira ideia e o lançamento do site “O Mundo do Cavalo” passaram-se apenas seis meses. (Elas não revelam o valor investido no site). “Muita gente compra novos equipamentos ou deixa de praticar e encostam roupas e acessórios em casa casa por anos”, avalia a empresária.

Com duas semanas de inauguração, o site já atingiu cerca de 360 cadastros. Parte do valor da compra (18%) fica com a plataforma. Qualquer cadastrado pode colocar roupas usadas à venda, que são avaliadas pelas sócias antes de irem ao ar para os outros usuários. 

Veja também

Claro, o motivo também é baratear o custo. A Federação Brasileira de Hipismo determina peças específicas para atletas durante as competições, obrigando de perneiras específicas a calçados e trajes “discretos”, com determinações até para a combinação de cores e tamanho de mangas. E cada modalidade tem necessidades diferentes. “Só um capacete -- um bom capacete -- pode custar R$ 2 mil”, explica Camila, dona do cavalo Califórnia. “E ainda é preciso comprar um culote branco ou bege, uma camisa especial para a prova e uma casaca...”, adiciona Ana Helena.

Uma casaca na plataforma das amazonas pode custar de R$ 300. Já uma peça nova similar de um site concorrente chega a custar 2.700.

Mas, e a venda de cavalos, mesmo? “É uma possibilidade futura, mas é difícil alguém comprar um cavalo com um clique, né?”, brinca Camila.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
do UOL
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bru Fioreti
BBC
Blog Bru Fioreti
do UOL
Redação
Blog Bru Fioreti
Blog Mulherias
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
AFP
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Topo