menu
Topo

Carreira e finanças

Amazonas criam o 'Enjoei dos cavalos'; peça sai por menos da metade de nova

Divulgação
Enjoei dos cavalos Imagem: Divulgação

Marcos Candido

Da Universa, em São Paulo

04/04/2018 04h01

“A intenção da nossa loja é que seja um ‘Enjoei’ equestre”, explica a amazona e empresária Camila Barreto, 36, sobre seu mais novo negócio. Em março, ela e a sócia Ana Helena Mofarrej, 26, inauguraram um site de compra e vendas de itens usados para cavaleiros e amazonas. A fórmula é parecida com o do site “Enjoei”, que já faz bastante sucesso entre blogueiras e famosas, que mantêm lojas lá. A diferença é que saem peças como regatas e tops e entram culotes, coletes, capacetes, casacas, selas e até mesmo cabrestos.

Foi no dia a dia de prática em salto na Sociedade Hípica Paulista, em São Paulo, que elas viram a oportunidade para investir. Entre a primeira ideia e o lançamento do site “O Mundo do Cavalo” passaram-se apenas seis meses. (Elas não revelam o valor investido no site). “Muita gente compra novos equipamentos ou deixa de praticar e encostam roupas e acessórios em casa casa por anos”, avalia a empresária.

Com duas semanas de inauguração, o site já atingiu cerca de 360 cadastros. Parte do valor da compra (18%) fica com a plataforma. Qualquer cadastrado pode colocar roupas usadas à venda, que são avaliadas pelas sócias antes de irem ao ar para os outros usuários. 

Veja também

Claro, o motivo também é baratear o custo. A Federação Brasileira de Hipismo determina peças específicas para atletas durante as competições, obrigando de perneiras específicas a calçados e trajes “discretos”, com determinações até para a combinação de cores e tamanho de mangas. E cada modalidade tem necessidades diferentes. “Só um capacete -- um bom capacete -- pode custar R$ 2 mil”, explica Camila, dona do cavalo Califórnia. “E ainda é preciso comprar um culote branco ou bege, uma camisa especial para a prova e uma casaca...”, adiciona Ana Helena.

Uma casaca na plataforma das amazonas pode custar de R$ 300. Já uma peça nova similar de um site concorrente chega a custar 2.700.

Mas, e a venda de cavalos, mesmo? “É uma possibilidade futura, mas é difícil alguém comprar um cavalo com um clique, né?”, brinca Camila.

“A intenção da nossa loja é que seja um ‘Enjoei’ equestre”, explica a amazona e empresária Camila Barreto, 36, sobre seu mais novo negócio. Em março, ela e a sócia Ana H","image":{"sizes":{"personalizado":"","original":"900x506"},"height":506,"width":900,"crops":"1x1;3x4;4x3;9x16;16x9;16x12;80x80;142x100;142x200;300x100;300x200;300x300;300x420;300x500;615x300;615x470;956x500;1024x768;1280x852","src":"http://conteudo.imguol.com.br/c/entretenimento/30/2018/04/03/enjoei-dos-cavalos-1522788885497_v2_900x506.jpg","type":"","titulo":"Enjoei dos cavalos","credito":"Divulgação"},"date":"04/04/2018 10h41","kicker":"Da Universa"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="universa/universa">

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!