Topo

Carreira e finanças


Carreira e finanças

Saiba como pedir aumento de salário e receber um "sim" da chefia

iStock
Antes de pedir aumento de salário é preciso descartar ansiedade e reunir resultados Imagem: iStock

Geiza Martins

Colaboração para Universa

2018-03-08T11:41:18

08/03/2018 11h41

Você tem certeza que merece um aumento salarial e está planejando entrar na sala do seu ou da sua chefe e dizer: "eu quero ganhar mais". Já descartou pressa de subir na carreira, e o argumento está pronto: o seu trabalho é bom e dá resultados. Mas será que isso é o bastante?

Para ter certeza de que este é o momento ideal para a conversa, é bom antes pesquisar o quanto outras pessoas com o mesmo cargo e a mesma experiência ganham na sua cidade. Isso pode te munir de argumentos para negociar a posição com aquela clássica frase "pessoas com o meu nível de conhecimento recebem, hoje, entre R$ 4 mil e R$ 5 mil."

Segundo o coach Enio Klein, da International Association of Coaching-IAC/SLAC, é comum as pessoas definirem o merecimento de um aumento pelo grau do esforço que fazem ou mesmo pela quantidade de trabalho realizado. E o caminho não é por aí. Na verdade, há algumas questões a se considerar antes de pedir mais dinheiro.

Veja também:

Muitas vezes, acreditamos que estamos fazendo mais do que o esperado, mas a empresa enxerga que estamos produzindo justamente o esperado. Entende o desencontro? "Fica tudo subjetivo e sujeito a uma interpretação pessoal, o que normalmente leva a frustrações e insatisfações. O merecimento deve ser pautado em métricas objetivas e não em empatia, crença ou vontade de ganhar mais."

Sim, eu tenho certeza que mereço!

Para que seu pedido seja certeiro, é preciso em primeiro lugar realizar um acordo de expectativas válido tanto para o empregador quanto para o funcionário. Com ele, fica mais claro para ambos os lados quando é hora do reajuste.

Por isso, converse com seus superiores, diga que quer saber o que ele espera de você e determinem juntos uma forma de avaliar o seu trabalho - de preferência por um determinado período. Vale até registrar essas expectativas por e-mail.

Caso a empresa não tope fazer o acordo, a sugestão é que você faça consigo mesma e, ao final de cada período, avalie se merece ou não um aumento - mas é preciso seguir à risca e ser justa para não pagar mico. "Se [houve merecimento], proponha uma discussão com sua empresa", orienta o especialista.

Como mostrar resultados?

Evite cometer os erros mais comuns, como não ter argumentos realistas. Por isso, planeje-se! Construa uma planilha de suas atividades na empresa e relacione a elas todos os resultados que provem sua dedicação e empenho. Bateu aquela meta difícil, não falta há meses e sugeriu soluções que vingaram para os problemas da empresa? Pode incluir lá.

Além de mostrar que você é uma profissional efetiva, esse levantamento representa o seu compromisso com a organização. Na hora da conversa, fale de maneira direta, mas sem tom de ameaça. Segundo o coach, processos conduzidos assim não costumam dar bons resultados. "Procure sempre se manter na linha do argumento que mostre o valor que você forneceu", diz.

E se eu ouvir "não"?

Diante de uma negativa a uma solicitação justa, a reação só depende de você e seus objetivos profissionais. "Tenha em mente que, se a empresa para qual trabalha não atende a uma justa solicitação, é porque não tem como retribuir sua dedicação, empenho e desempenho ou não as reconhece", explica Klein.

Se você estiver feliz com o seu trabalho ali, uma das opções é tentar negociar um tempo ou condições para um futuro aumento. Agora, se ainda assim a empresa não reconhecer o pedido, é hora de procurar outras oportunidades. Fique de olho no mercado até encontrar uma vaga com o seu perfil. E, na hora de pedir demissão, converse de maneira a manter portas abertas para você.