Violência contra a mulher

Estupro coletivo: dados da Câmara reforçam alto número de casos no país

Ueslei Marcelino/Reuters
29.mai.2016 - Manifestantes caminham até o STF (Supremo Tribunal Federal), em Brasília, durante protesto contra o estupro coletivo de uma jovem de 16 anos no Rio de Janeiro Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters

Do UOL, em São Paulo

07/03/2018 15h30

Novos dados divulgados na última terça-feira, 6, pela Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados reforçam o cenário grave de estupros coletivos cometidos no Brasil.

Em um levantamento que usa como base somente notícias veiculadas pela imprensa, a secretaria detectou ao menos 400 estupros coletivos noticiados entre 2015 e 2017 no país.

Veja também

"Chama muito atenção, porque você sabe que os números estão muito abaixo dos dados oficiais", afirma a deputada federal e coordenadora do estudo, Soraya Santos (MDB-RJ).

Em agosto, a Folha, pertencente ao Grupo Folha, mostrou que o país registra uma média de 10 estupros coletivos por dia, indo de 1.570 registros, em 2011, para 3.526, em 2016.

Vale lembrar que o levantamento feito pelo jornal representa apenas uma parcela dos casos, já que crimes de violência sexual são historicamente subnotificados e 30% dos municípios brasileiros ainda não compartilham dados específicos com o Ministério da Saúde.

Pena maior

Para a deputada do MDB, uma saída é a aprovação da PL 5452/16, do Senado, que aumenta a pena para estupros coletivos.

“Você ter três, quatro agentes cometendo crime contra uma jovem, uma mulher, chama muita atenção e nós não temos previsão penal para isso”, lamentou Soraya. “Primeiro tem que tipificar – o Código Penal tem que ter esse tipo de agravante – e também votar esse aumento de pena”, completou.

Com o projeto de lei, a pena iria de oito a 16 anos de prisão quando mais de uma pessoa cometer o crime. Atualmente, o Código Penal estabelece somente a pena de reclusão de 6 a 10 anos para o crime de estupro.

*Com Agência Câmara Notícias

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

EFE
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
BBC Brasil - Internacional
Da Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
DW
Da Universa
Violência contra a mulher
Da Universa
AFP
Da Universa
Topo