menu
Topo

Direitos da mulher

Mulheres árabes e judias comandam manifestação pela paz em Jerusalém

iStock
O objetivo da manifestação é aproximar palestinos e israelenses Imagem: iStock

Da EFE, em Jerusalém

20/09/2018 18h28

Um movimento de mulheres árabes e judias reuniu nesta quinta-feira milhares de pessoas em uma manifestação pela paz entre israelenses e palestinos na cidade de Jerusalém, em meio aos recentes episódios de violência na região.

"Mulheres judias e árabes exigem um acordo político", exigiam as manifestantes no protesto, que começou às 19h locais (13h em Brasília), na Porta de Jaffa, um dos acessos à cidade de Jerusalém.

Veja também

O objetivo da manifestação, convocado por causa do Dia Internacional da Paz, celebrado amanhã, é aproximar palestinos e israelenses. O principal pedido é pela volta das negociações que estão paradas desde 2014.

Segundo o site "Ynet", cerca de 4,5 mil pessoas participaram do protesto, que terminou no Parque da Independência de Jerusalém, onde um palco foi montado para leitura de declarações públicas.

Vários ônibus chegaram ao local no início da tarde. Os participantes levavam cartazes com mensagens escritas em inglês, árabe e hebraico exigindo a paz, a segurança e a igualdade.

O protesto foi organizado pela Mulheres Ativas pela Paz, que reúne 27 mil integrantes em Israel e nos territórios controlados pela Autoridade Nacional Palestina. O movimento nasceu em 2014 durante a guerra em Gaza entre o Hamas e o Exército israelense.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!