menu
Topo

Horóscopo

Abril de 2018: surpresas e reviravoltas, especialmente nas comunicações

Barbara Abramo

Do UOL, em São Paulo

01/04/2018 00h00

Surpresas e mudanças chegam nos ventos de abril. Na primeira semana, problemas nas comunicações e bate-bocas no âmbito politico colorem um cenário incerto e ao mesmo tempo explosivo. Saturno detém as rédeas e exige planejamento, avaliação realista de riscos, ponderação em decisões. Tudo será cobrado – e com os proverbiais juros de cartão de credito, típicos do planeta. Assim, o mês começa delicado, exigindo paciência de todos. Na politica, até que Mercúrio retome seu movimento direto, fica o dito pelo não dito, dando margem a muitas discussões e debates.

Questões legais estarão na berlinda na segunda semana, com Júpiter e Plutão iniciando aspecto poderoso que tem alcance mundial, em projetos internacionais que visam comércio, navegação de longa distância – até celeste -, fortalecendo multis. Apesar de ser um aspecto que indica belicosidade, manipulação de forças econômicas e de propaganda, pode ser uma onda positiva para o debate sobre armamentos: aqui no Brasil e, por exemplo, também nos EUA.

Veja também

Para a economia brasileira, alguns pontos positivos na economia, entre 12 e 19 de abril,  aliviam a onda mais forte recessiva, que vem desde o ano passado. Ainda não saímos dela, mas alguns pequenos e modestos passinhos sossegam os empresários que estavam de orelha em pé.

Um dos pontos altos do mês é a lunação em Áries. Ocorrendo no dia 15, traz surpresas, reviravoltas e novidades para o Brasil, especialmente no campo das comunicações. Ocasião boa para o país testar novas formas de aplicação da tecnologia de informação também. As panes elétricas e apagões, anunciados aqui para março e que ocorreram em regiões do Nordeste, ainda são risco em abril, em algumas regiões. A Lua nova em Áries vem renovar esse risco, até 18 de abril. Também para a politica nacional, alianças e acordos inesperados podem alterar rumos no jogo da corrida eleitoral. Abril será um mês de surpresas, realmente.

Na terceira semana, com Mercúrio já em movimento direto, discussões que estavam mal paradas – porque estavam sendo reavaliadas e seus efeitos, revistos – retomam  Educação, comunicação, estradas estarão na berlinda. Sistema de ensino, situação dos professores, problemas de segurança nas escolas, questões de conteúdo, reforma do ensino formal, tudo isto será assunto. Pode ser a chance de que as melhores cabeças pensem a respeito, soluções praticas e efetivas para nossos problemas educacionais, que não são poucos!

A crescente lunar em Leão destaca a performance das artes e dos esportes, trazendo mais popularidade para alguns de nossos atletas e artistas. De 22 a 29 de abril, viveremos ótimo período para negociar acordos e tratados internacionais. Lembremos que neste ano astral estes acordos serão dificultados, mas devido a necessidades urgentes e práticas do empresariado e de políticos brasileiros, mesmo não sendo nas condições ideais, a tendência é que o Brasil aceite, sem perder as oportunidades tais como se apresentarem. Será melhor para o povo brasileiro, também.

Na última semana, mais aquecimento e prosperidade num curto período, que deveria ser bem aproveitado – a onda boa vai de 22 a 30 de abril, com Marte e Júpiter em sintonia abrindo mercados e trazendo mais fôlego. A última semana de abril será uma das melhores do primeiro semestre para a economia do Brasil.

No campo politico, com a entrada de Vênus em Gêmeos em 24 de abril, começa a temporada de aquecimento e acordos políticos pra valer, no campo das oposições. Dialogo, negociações, e a possibilidade de surgimento de uma figura feminina, ou alinhada com as questões da mulher brasileira. Ao mesmo tempo, Marte em conjunção a Plutão anuncia mais poder das Forças Armadas, e decisões judiciais importantes – entre 24 e 30 de abril alguma lei poderá ser votada que terá muito impacto no jogo politico dai em diante.

Abril termina com Sol e Saturno em sintonia, trazendo sensibilidade para a vida prática, as reais possibilidades, os limites possíveis, com cautela e disciplina. Cortes e perdas de pessoas ilustres estão no menu astral do fim do mês.  A Lua cheia em Escorpião coloca os holofotes sobre a figura do presidente da republica, e levanta questões sobre a governabilidade. Pode ser uma boa chance – ou talvez seja desperdiçada – de se fazer política com P grande, a serviço do pais. Seja como for, Michel Temer estará sob os holofotes e sua capacidade de manejar o poder estará sob escrutínio.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Horóscopo