menu
Topo

Horóscopo

Ano-novo astral 2018: veja o que esperar segundo o seu signo e para o país

Tatyana Makeyeva/Reuters
Fogos de artifício iluminam o Kremlin, na Rússia. "Réveillon astral" acontece no dia 20 de março Imagem: Tatyana Makeyeva/Reuters

Barbara Abramo

Em colaboração para Universa

20/03/2018 04h00

Nesta terça-feira, 20 de março, começa o outono e com ele a entrada do Sol em Áries, o Ano-novo astral. Um recomeço ou início que tem tudo para trazer esperanças gerais. É a chance de recomeçar, ou de iniciar algo novo. O signo de Aries é o primeiro do zodíaco, tem o simbolismo do fogo criador, o ímpeto de fazer e acontecer. Por isso, comemoramos como um dia bom para fazermos planos e estabelecermos metas que nos apaixonem e mobilizem por todos os 12 meses adiante.

Há uma tradição --que nem todos os astrólogos seguem ou levam em conta-- de que cada ano astral é governado por um astro, sempre seguindo uma ordem predeterminada. Essa ordem tem origem bem antiga, atribuída aos caldeus da antiga Babilônia, determinaria o tom geral do ciclo solar. Assim, por exemplo, o ciclo astral que começará em 20/3/2018 será governado por Júpiter. O maior astro do nosso sistema solar preconiza então crescimento, expansão, viagens, alargamentos.

Veja também:

Então, podemos esperar, segundo essa tradição, um ciclo de crescimento e prosperidade. Como Júpiter está transitando o signo de Escorpião, as características desse crescimento, como e onde ele se dará tem tudo a ver com esse signo. É assim que “funciona” o pensamento astrológico.

De forma que no ciclo solar que começará no próximo dia 20, crescimento, expansão e prosperidade se darão nos termos de Escorpião: contribuir para o todo, para que você também cresça, por exemplo, é uma boa imagem. Transformar e ajudar a transformar condições que precisam ser alteradas também levará a expansão, crescimento, prosperidade.

São temas de Escorpião as finanças conjuntas, a transformação, a investigação e a capacidade de se renovar. São estas as características que poderemos desenvolver para obter o máximo deste ciclo astral! Para cada signo haverá a chance de uma área predeterminada ser mais desenvolvida neste período.

Áries se beneficiará investindo mais em educação, cursos, viagens, autoconhecimento.

Touro ganhará se relacionando melhor, cultivando amizades e reciclando conceitos ultrapassados, e através de alguma habilidade manual. 

Gêmeos pode se aprimorar em tarefas mais específicas, cuidar melhor da saúde, rever a rotina e o estilo de vida, redirecionar suas metas profissionais.

Câncer conta com a chance de mais fertilidade, desenvolver sua criatividade e ocupar um lugar ao Sol, mais de acordo com seus sonhos, além de viajar e estudar.

Leão verá a família se expandir, e poderá resgatar antigos sonhos e desejos esquecidos.

Virgem precisará circular mais nos meios sociais, trocando ideias e aceitando mudanças.

Libra será um dos signos que mais se beneficiarão, se aplicar bem seu talento: a prosperidade poderá vir na área financeira. Além disso, deve melhorar sua comunicação com o meio.

Escorpião está na berlinda e goza de prestígio e destaque, um ciclo excelente para se conhecer melhor e focar no desenvolvimento pessoal.

Sagitário, signo governado por Júpiter, recebe insights e percepções, podendo viver um ciclo de muita expansão a partir de novembro de 2018.

Capricórnio terá oportunidade de se entender melhor, iluminar áreas obscuras de sua vida e passado, e melhorar a relação com os mais próximos.

Aquário tem tudo para melhorar a área financeira, sentir-se mais seguro e mais popular.

Peixes é o signo que divide com Sagitário e Escorpião os melhores auspícios em áreas como a financeira, amorosa, educacional e espiritual.

Cabe pensar o que podemos esperar no âmbito coletivo. O mapa astral do momento em que o Sol entra no signo de Aries, representa um início que carregará --por todo o ciclo-- determinadas tendências. 

As tendências mais fortes para o Brasil, apontadas pelo mapa astral do ingresso do Sol em Áries, na tarde de 20 de março de 2018, são as seguintes: negociações mais delicadas e sérias com o mercado internacional, com países amigos – ou com os quais o Brasil faz acordos comerciais ou mantém relações de amizade e cooperação mutua.

Podemos ver que essa tendência de revisão de acordos já vem sendo sinalizada em março – caso da exportação de aço para os EUA, ou da retirada do Brasil de um consórcio de astronomia internacional. Será uma tendência bastante forte, que se prolongará trazendo novos acordos, e também rompimentos importantes no decorrer de todo o ano astral.

O mapa do ingresso também indica revisões importantes na dinâmica das Câmaras e Senado, movimentação de impacto e revisão de metas, leis e projetos que podem sofrer guinadas surpreendentes. Estas, principalmente de agosto de 2018 em diante.

É neste contexto de dinâmica forte e de impacto para o país que se destacam os meses de abril, julho, setembro, novembro e dezembro, como estratégicos para a economia nacional, e as relações diplomáticas e comerciais do país com outras nações e grupos.

Enfim, o mapa astral do ingresso solar em Áries, para o Brasil, preconiza um período de decisões delicadas, viradas rápidas de caminho, negociações difíceis, muita competição. O clima de violência e o discurso de ódio serão altamente prejudiciais, atrairão pressões internacionais, conforme indica Mercúrio e Vênus em Aries em quadratura a Plutão.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Horóscopo