Universa

Você foge dos problemas?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Descubra como está lidando com os desafios do dia a dia a partir do teste elaborado sob a consultoria do psicólogo André Luiz Moreno, doutorando em Saúde Mental pela FMRP-USP (Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo).

  • Getty Images

    Sim, por se achar incapaz

    Você prefere negar os problemas, porque se considera muito vulnerável. Mas vale a pena refletir. Considere que, ao ignorar um desafio, ele não será automaticamente resolvido. Ao contrário, continuará incomodando. "Uma pessoa que foge de um problema por se sentir incapaz de resolvê-lo acabará se sentindo ainda mais frustrada posteriormente, por nem ter tentado", diz o psicólogo André Luiz Moreno. Além disso, é bom ter em mente que você também será responsabilizado pelo que não fez.

  • Getty Images

    Sim, por comodismo

    Você cria estratégias de adaptação até nas situações mais nocivas, tudo para não correr o risco de ser julgado e de se indispor com alguém. Mas é preciso avaliar criticamente essa sua postura, que pode trazer benefícios a curto prazo, porém, às custas de muito sofrimento e infelicidade. "É importante não esquecer quais são suas metas pessoais e sociais no momento de tomar as suas decisões, no dia a dia, em todos os setores da vida", afirma o psicólogo André Luiz Moreno.

  • Getty Images

    Não, você reflete e age

    A melhor forma de lidar com problemas é analisá-los de maneira realista buscando sempre a melhor solução antes de agir. Você sabe disso e reconhece as suas vulnerabilidades, sem se deixar paralisar pela insegurança. "Quem tem essa postura demonstra maturidade. E não pela ausência de erros, mas pela capacidade de avaliar de maneira crítica os processos de tomada de decisões anteriores, buscando localizar os erros cometidos e aprender com eles", diz o psicólogo André Luiz Moreno.

  • Getty Images

    Não, mas age sem pensar

    Ao detectar um desafio, você se apressa em tentar resolvê-lo, até para eliminar as sensações incômodas que ele desperta. Mas faz isso sem refletir e, muitas vezes, provoca problemas maiores, principalmente na esfera social. "Resolver um problema de forma efetiva é algo que requer tempo. É preciso identificá-lo e, em seguida, avaliar as possíveis formas de enfrentá-lo, pesando os prós e contras de cada decisão. Só então é chegado o momento de agir", afirma o psicólogo André Luiz Moreno.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Universa

Topo