Violência contra a mulher

Mulheres são assediadas em festa de caridade exclusiva para homens em Londres, diz jornal

24/01/2018 14h19

Mulheres contratadas para entreter empresários e políticos em uma festa de arrecadação de fundos para uma organização de caridade composta somente por homens foram apalpadas e assediadas sexualmente durante o evento, relatou o jornal Financial Times, nesta quarta-feira.

Reprodução
Reportagem do "FT" Imagem: Reprodução

Em um momento de intenso debate público sobre assédio sexual no ambiente de trabalho, a reportagem causou imediata indignação contra a organização "The Presidents Club". Um grande patrocinador rompeu laços com a caridade e dois hospitais infantis disseram que vão devolver todas as doações.

Veja também

O Financial Times relatou que durante um período de tempo de mais de seis horas, mulheres contratadas para a festa foram tocadas, cantadas, enfrentaram tentativas de beijos, comentários obscenos e pedidos para encontrar convidados em seus quartos de hotel.

Algumas disseram que homens colocaram as mãos por debaixo de suas saias, segundo a reportagem, e uma disse que um convidado expôs seu pênis a ela.

O fundo de caridade do clube, fundado há mais de três décadas para arrecadar fundos para crianças necessitadas, disse ao jornal que organizadores estavam chocados com a reportagem.

"Esse tipo de comportamento é totalmente inaceitável. As alegações serão investigadas de forma completa e ações rápidas e apropriadas serão tomadas".

Os dois chairmen do fundo não estavam disponíveis para comentar.

Em um debate convocado às pressas no Parlamento, políticas furiosas se reuniram para denunciar o comportamento descrito no artigo como desprezível.

"É bastante extraordinário para mim que no século 21 alegações desse tipo ainda estejam surgindo", disse Anne Milton, do Ministério de Educação, durante o debate. "Não tenho palavras".

Ela anunciou que o empresário de bens de luxo David Meller, um dos co-organizadores do evento, estava renunciando como membro do conselho não executivo de seu ministério.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
BBC Brasil - Internacional
Da Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
DW
Da Universa
Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo