Topo

Violência contra a mulher


Mulheres são vítimas de violência e desigualdade dentro da família, diz ONU

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Da Universa

2019-06-25T14:12:58

25/06/2019 14h12

O relatório "Progress of the World's Women 2019-2020: Families in a Changing World" (em inglês), divulgado nesta terça (25) pela ONU Mulheres, revela que casos de violência e desigualdade de gênero persistem mesmo nos círculos familiares.

"Ao redor do mundo, estamos testemunhando esforços para negar às mulheres o direito de tomarem suas próprias decisões em nome da proteção de 'valores familiares'", declarou Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da instituição.

Baseado em dados globais, análises inovadoras e estudos de caso, o relatório tem como destaque:

  • o aumento da idade de casamento em todas as regiões, enquanto as taxas de natalidade caíram e as mulheres alcançaram mais autonomia econômica;
  • No mundo, menos de um terço (38%) dos chefes de família são casais com filhos;
  • A enorme maioria das famílias com pais solteiros (8%) são lideradas por mulheres;
  • Famílias compostas por pais do mesmo sexo aumentaram em todas as regiões;

Violência

O relatório revela que 17.8% das mulheres relataram ter sido agredidas física e sexualmente pelo parceiro nos últimos 12 meses.

Hoje, três bilhões de mulheres e meninas vivem em países onde o estupro dentro do casamento não é criminalizado. Outra conclusão é a de que um em cada cinco países, as meninas não têm os mesmos direitos de herança dos meninos, enquanto em outros 19 países as mulheres são obrigadas a obedecerem seus maridos.

Desigualdade de gênero

Globalmente, pouco mais da metade das mulheres casadas entre 25 e 54 anos estão do mercado de trabalho, comparado a dois terços das solteiras e 96% dos homens casados.