Topo

Mês do Orgulho LGBTQ+


Aceitação do público LGBT está mais baixa entre os mais jovens nos EUA

Marcello Camargo/Arquivo/Agência Brasil/Agência Brasil
Imagem: Marcello Camargo/Arquivo/Agência Brasil/Agência Brasil

Da Universa

2019-06-24T11:18:43

24/06/2019 11h18

Apesar da visibilidade cada vez maior sobre os temas que atingem gays, lésbicas, trans e queers, a população mais jovem nos Estados Unidos se demonstra menos sensível à luta contra a homofobia e pelos direitos LGBTQ.

Essa conclusão é de um relatório da ONG Gay & Lesbian Alliance Against Defamation (GLAAD) em parceria com a The Harris Poll, que há cinco anos divulgam o relatório sobre aceitação no país.

Segundo o estudo, mais homens e mulheres heterossexuais entre 18 e 34 anos se disseram desconfortáveis com situações como "saber que um parente é LGBTQ", "o professor do filho ser LGBTQ", "saber que o médico é LGBTQ" ou "saber que filho teve uma aula sobre história LGBTQ". A pesquisa revela a queda de aceitação nessa faixa etária em declínio desde 2016.

Sarah Kate Ellis, presidente da GLAAD, explica essa queda do apoio à ênfase ao discurso de ódio na cultura americana desde a ascensão de conservadores nas esferas políticas dos EUA, como o Presidente Donald Trump.

A ONG planeja e já implementa campanhas para atingir o público millenial, desde o debate em torno da diversidade no mundo dos videogames a conteúdo jornalístico voltado para a denúncia de crimes de homofobia.

Mais Mês do Orgulho LGBTQ+