Topo

Beleza


Beleza

Vale a pena usar xampu vegano? Saiba os benefícios por trás desse produto

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Luana Kondrat

Colaboração para Universa

2019-06-17T04:00:00

17/06/2019 04h00

O consumo responsável vem tomando conta do mercado de beleza. Segundo a Base de Dados de Novos Produtos, da Mintel, organização de pesquisa e marketing global, desde 2013 houve aumento de 175% no lançamento de cosméticos veganos. Os maiores responsáveis por esse crescimento são os xampus veganos, que têm tomado conta do nécessaire daquelas que buscam um alternativa mais saudável para si e para o meio ambiente.

"A bandeira destes tipos de produtos ganha força porque cada vez mais pessoas se conscientizam de que precisamos respeitar o equilíbrio do planeta e manter uma relação sustentável com todos os seres vivos da cadeia", diz Monica de Sampaio Doria Velloso, química e Diretora de Operações da Classy Brands.

Conheça as vantagens e tire dúvidas sobre esse tipo de produto.

Afinal, o que são os xampus veganos?

Basicamente, eles não contêm em sua composição nada de origem animal, como leite, mel, gordura, entre outros derivados, como colágeno, cera de abelha ou lanolina. Além de não serem produtos feitos após realizar testes, causar abuso, exploração ou qualquer tipo de maltrato a animais em toda a produção, explica Mônica de Sampaio.

Porém, a cosmetóloga e especialista em cabelos e couro cabeludo Cris Dios ressalta que, mesmo sem ingredientes de origem animal, os xampus veganos podem conter ativos sintéticos. Isso significa que nem todos são naturais. "Muitas pessoas entendem como vegano um produto puro, mas é preciso prestar atenção, já que diversos produtos podem conter ingredientes que, após a utilização vão para o meio ambiente, o que acaba de alguma forma prejudicando os animais", completa.

Qual a diferença entre os xampus veganos e os tradicionais?

A composição de ambos são bem semelhantes, a diferença é que "a versão vegana não é testada em animais e não contém matérias-primas de origem animal em nenhuma etapa de sua produção. Os ativos utilizados podem ser tanto de origem vegetal ou sintética", explica farmacêutica e cosmetóloga Mika Yamaguchi.

Matérias-primas testadas em animais também não podem estar na fórmula, diz Kevin Porto. Ele acredita que, em alguns casos, o resultado de limpeza e reposição de proteínas pode ser maior, uma vez que muitos xampus veganos não trazem em sua fórmula componentes que podem diminuir o poder de penetração dos ativos, como sulfatos, petrolatos e parabenos. Além disso, o tricologista completa: "Muitas versões podem minimizar alergias por não ter componentes como corantes artificiais e conservantes".

Quais ativos estão presentes nas versões veganas?

Para ter certeza de que você está levando um xampu vegano para casa, vale a pena olhar o rótulo. Mika Yamaguchi indica alguns componentes. O tamariliz, que tem ação antioxidante, garante hidratação intensa e proteção contra os raios UV; o Bio Acetum Balsamico, que fecha as cutículas dos fios e aumenta o brilho; e o Defenscalp, que reduz a inflamação e a ação da enzima responsável pela oleosidade excessiva, normalizando a produção de sebo.

Kevin Porto aposta ainda na melaleuca, que é altamente bactericida e fungicida, no soro de chá verde, ótimo hidratante reparador de pontas, e no alecrim, que auxilia no estímulo do crescimento dos fios. Monica de Sampaio indica também o argan, aliado ideal que garante hidratação profunda e reconstrução da fibra capilar, e o óleo de linhaça, forte aliado para dar força e brilho aos fios, além de devolver a oleosidade natural e reduzir o frizz.

"Ativos derivados de plantas, como óleos e manteigas vegetais e minerais, são verdadeiros néctares da natureza e entregam desde ações de equilíbrio do microbioma cutâneo até hidratação, nutrição e reconstrução dos cabelos, além de serem biodegradáveis", finaliza Cris Dios.

Quando usar?

O consultor e pesquisador em cosmetologia Lucas Portilho afirma que o xampu vegano pode ser usado normalmente, igual ao produto tradicional. Basta verificar a finalidade do produto, ou seja, se é para fios oleosos, ressecados, com química etc. De qualquer forma, é importante ter atenção aos componentes na fórmula, já que alguns, como qualquer outro xampu, podem causar alguma alergia, afirma Cris Dios.