Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Esta fã de Demi Lovato imprime todos os Stories que a cantora posta

Gustavo Frank

Da Universa

2019-06-06T04:00:00

06/06/2019 04h00

Fã que é fã sabe de cor as músicas de todos os álbuns. Fã que é fã vai em todos os shows que o artista já fez no Brasil. Fã que é fã não tem single como música favorita.

Esses argumentos são usados pelas pessoas na internet para provar seu amor ao ídolo, mas nenhum deles é tão bom quanto: "fã que é fã imprime todos os Stories que o artista posta no Instagram". E a gaúcha Cecília Grassi provou que isso é possível.

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Tudo começou quando a estudante, de 17 anos, compartilhou com seus seguidores no Twitter que tinha o hábito de imprimir todos os Stories que Demi Lovato posta no Instagram. Todos.

Os Stories de Demi Lovato nunca estiveram em tanta evidência e as pessoas não conseguiam acreditar que era possível imprimir todos eles:

Então, chegaram à conclusão de que os Lovatics, como é conhecido o fandom da cantora, são insuperáveis:

E o único pensamento possível era este:

Cecília é de Caxias do Sul (RS), e contou à Universa que é fã da Demi Lovato desde 2014. A conexão com a cantora, que se coloca como uma voz importante sobre a saúde mental, começou quando a estudante foi vítima de bullying no colégio e encontrou conforto ao se identificar com a história da norte-americana.

"Desde pequena eu sofria muito bullying na escola, sabe? Não tinha ninguém, não aguentava mais, não tinha coragem de falar com meus pais. Sofria sozinha. Foi na metade de 2014, quando eu não estava mais aguentando, que comecei a pesquisar sobre a Demi. Eu já ouvia algumas músicas, mas não conhecia direito. Aí pesquisei e vi a história dela, que sofreu a mesma coisa que eu estava passando. Aquilo me surpreendeu e fez eu me identificar", conta ela, que no dia seguinte já correu para comprar todas as revistas em que Demi aparecia.

Arquivo Pessoal
Cecília Grassi, 17, de Caxias do Sul, RS, fã da cantora Demi Lovato Imagem: Arquivo Pessoal

"Ela tinha me salvado. As músicas e a história dela foram fundamentais para me ajudar naquele momento pelo qual eu estava passando. Se não fosse por ela, eu não estaria mais aqui. Não é exagero", afirma.

Com o fim da fabricação de pôsteres, comuns em revistas voltadas ao público adolescente, Cecília passou a imprimir os Stories. "A última revista com pôster de Demi foi a 'Toda Teen', em abril de 2018, de 'Sorry Not Sorry'".

"Tive essa ideia de imprimir porque as fotos são perfeitas. Eu precisava delas impressas. Quando são vídeos, tiro fotos de todos os quadros, mas só imprimo os que têm qualidade boa. Comecei a fazer isso e colar tudo na minha parede até não caber mais. Depois, passei a separar em pastas, todas organizadas pela data em que ela posta. Deixo tudo lá para não estragar e fico muito feliz fazendo isso", relembra Cecília, que vende pastéis na escola para bancar as impressões.

Tá bom, amore?

E com a mesma velocidade com que o meme se espalhou na internet, o "hate" também veio.

"Eu estou recebendo muito hate por causa disso. Muito mesmo. Mas também tem muita gente me elogiando e apoiando, sabe? Alguns dizem absurdos, que eu vou queimar no inferno, que sou psicopata, louca e doente. Mas eu só estou imprimindo fotos. Não faça com que eu me sinta mal por isso."

Até a moça da papelaria virou um ícone da internet:

Já temos a papelaria mais rica do Rio Grande do Sul:

Um amor pra chamar de meu:

Temos um novo projeto de governo?

No final da história, esta é a sensação: