Topo

Direitos da mulher


Artista reúne 125 pessoas nuas por fim à censura no Facebook

Da Universa

2019-06-04T10:04:13

04/06/2019 10h04

Já se tornou praxe: fotos de mulheres sem blusa são deletadas pelo Facebook ou pelo Instagram. O motivo? Estão na contramão das políticas morais da empresa. (Até quando?) Tanto é que o artista americano Spencer Tunick decidiu organizar um protesto em frente à sede do Facebook, em Nova York, no domingo (2), para contestar a censura nas mídias sociais. Em parceria com a Coalizão Nacional contra a Censura (NCAC) 125 pessoas - entre homens e mulheres - ficaram nus para divulgar a campanha #WeTheNipple. O objetivo é que tanto o Face quanto o Instagram permitam a nudez artística.

O grupo cobriu os mamilos com adesivos de mamilos masculinos para reforçar a desigualdade de gênero nas atuais políticas de nudez existentes. Além disso, a NCAC enviou uma carta aberta à empresa de Zuckerberg pedindo que ele apoie os artistas ao invés de silenciá-los. "O trabalho que eu tenho permissão para postar é fundamentalmente diferente do trabalho que eu faço. Para mim, cada mamilo pixelizado apenas consegue sexualizar o trabalho censurado. Como um artista do século 21 eu conto com o Instagram. É a revista do mundo e ser censurado quebra meu espírito criativo", afirmou Spencer.

Svetlana Mintcheva, diretora de programas da NCAC, também falou sobre a iniciativa. "Nós reconhecemos que moderar o conteúdo para milhões de usuários é desafiador e traça uma linha entre arte e imagens que não são arte. No entanto, se o Facebook e o Instagram querem ser plataformas para artistas, eles precisam alterar sua política atual sobre nudez fotográfica, que prejudica artistas que trabalham com o corpo humano, especialmente os que exploram questões de gênero e identidade. Nós pedimos que a empresa adote uma política favorável à arte desenvolvida com a ajuda de um grupo ativo, como defensores das artes, historiadores, curadores e artistas".

Vale lembrar que há uma década, o Youtube afrouxou suas regras relativas à nudez artística após a intervenção do NCAC.