menu
Topo

Direitos da mulher


Nascida em estado conservador, modelo plus size revela aborto após 2º filho

Da Universa

2019-05-23T14:19:43

23/05/2019 14h19

Nascida no Mississippi, um dos estados mais conservadores dos EUA, Tess Holliday reagiu à recente onda de restrições a abortos em regiões próximas, como Alabama e Georgia, contando sua própria história.

Casada e mãe de dois filhos, a modelo plus size, de 33 anos, não se encaixaria no perfil defendido pelos legisladores contrários à interrupção da gestação.

"Se eu ainda estivesse no sul, talvez não pudesse ter realizado o aborto que eu queria e precisava. Minha saúde mental não poderia aguentar outra gestação e eu fiz a melhor decisão para mim e, consequentemente, para a minha família", conta.

Em um post em seu Instagram, Tess conta que não se arrepende da decisão e diz que não "está sozinha". "Vocês sabiam que a maior parte dos abortos no Alabama em 2017 foi de pessoas que já eram pais? Vocês sabiam que uma em cada quatro mulheres já fez aborto?", diz.

A modelo também cita um amigo para lembrar que o aborto não é uma questão somente para mulheres hétero e cis. "Lésbicas, homens trans, pessoas não-binárias também enfrentam dificuldades", lembra. "Aborto é uma questão de saúde e as mulheres do sul precisam ter acesso seguro a esse serviço", pede.