menu
Topo

Diversidade


Jovem acusa balada de SP de racismo por calça de moletom; local muda regras

Arquivo pessoal
Aline Abreu Imagem: Arquivo pessoal

Mariana Gonzalez

Da Universa, em São Paulo

2019-05-22T15:04:42

22/05/2019 15h04

Resumo da notícia

  • A consultora de negócios Aline Abreu, de 29 anos, foi impedida de entrar na casa noturna Galleria Bar, em São Paulo, por estar usando moletom
  • Ela alega que a peça era de outro material e acredita ter sofrido racismo. Segundo ela, a entrada de outras pessoas fora do dress code foi liberada
  • Após a repercussão do caso, o Galleria Bar retirou as regras de vestimenta

A consultora de negócios Aline Abreu, de 29 anos, acredita ter sido vítima de racismo ao ter sido impedida de entrar na casa noturna Galleria Bar, na Vila Nova Conceição, bairro da zona sul de São Paulo.

Na sexta-feira (17), ela foi pela primeira vez ao local a convite de uma amiga que fazia aniversário. Na porta, a funcionária que recebia os frequentadores teria dito que ela não poderia entrar na festa porque estava usando calça de moletom -- Aline, no entanto, alega que estava vestindo uma peça feita de outro material.

À Universa, ela disse que chegou a entrar nas redes sociais de outras pessoas que tinham publicado fotos na balada e encontrou frequentadores (segundo ela, a maioria brancos) com roupas que não faziam parte do dress code estabelecido pela casa.

"É nítido que foi racismo. A cor da minha pele preta fez toda a diferença. Analisando o perfil dos frequentadores da casa fica claro que negros não pertencem a este ciclo", afirma.

O grupo com que Aline estava resolveu voltar à entrada para questionar a recepcionista, identificada como Paloma. Desta vez, a funcionária teria dito que as regras de vestimenta são dispensadas às quartas-feiras e que, por isso, alguns frequentadores posaram de forma mais despojada naquelas fotos.

"Eu pedi para falar com o gerente, mas estava garoando, fiquei ofendida com a situação e acabei indo embora. No caminho, comecei a pensar que poderia ter sido mais firme e insistido para entrar, era um direito meu", diz Aline.

Mudanças no dress code

No site, o Galleria Bar informa que, além de moletom, são proibidos chinelos, bonés, bermudas, regatas e camisas de time. Não é informado, porém, que as regras estão dispensadas em determinados dias da semana.

Aline compartilhou com a reportagem a foto da roupa que vestia no dia:

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Depois que o caso repercutiu no Facebook, o Galleria Bar entrou em contato com Aline, por telefone, para se desculpar.

Procurada, a empresa disse à Universa que decidiu "retirar do dress code de quinta a sábado a proibição de calças de moletom (que eram permitidas somente às quartas), uma vez que pode gerar (e gerou) margem para outra interpretação". A observação sobre as regras de vestimenta, no entanto, ainda aparecia no site às 17h desta quarta-feira (22).

A casa noturna informou ainda que essa não foi a primeira vez que recebeu reclamações em relação à regra, mas que "a diversidade e a pluralidade estão no DNA da casa".