Topo

Diversidade


Academia militar dos EUA forma maior turma de alunas negras de sua história

Cadet Hallie Pound/Reprodução
Cadetes da Academia Militar dos Estados Unidos de West Point Imagem: Cadet Hallie Pound/Reprodução

Do Universa

2019-05-16T17:22:53

16/05/2019 17h22

A Academia Militar de West Point, em Nova York, nos Estados Unidos, vai formar, em 25 de maio, 32 mulheres negras entre os alunos. É o maior número já registrado na instituição de ensino, que foi fundada há 217 anos e só permitiu a inclusão de alunas em 1976.

Para celebrar, as estudantes posaram juntas para fotos. Tiffany Welch-Baker, que está no grupo, revelou ao site "Because of Them We Can" que a ideia do retrato é inspirar outras mulheres negras: "Minha esperança é que, quando jovens negras verem essas fotos, elas entendam que, independentemente do que a vida apresente, você tem a habilidade e força de ser uma potência a ser considerada", falou.

O aumento no número de formandas negras faz parte de ações que a Academia Militar vem empregando nos últimos tempos. Entre elas, a escola nomeou o primeiro superintendente negro e a primeira estudante negra a servir como Primeira Capitã do Corpo de Cadetes, a mais alta posição de liderança estudantil na instituição de ensino, revelou o porta-voz Frank Demaro a CNN.

Segundo dados apontados por Demaro, hoje, do total de alunos, 10% são negros e 20% do quadro é composto por mulheres.