menu
Topo

Mães e filhos


Mães e filhos

Estudo: crianças muito expostas a telas têm maior risco de desenvolver TDAH

iStock
Segundo especialista, o recomendado é apenas 30 minutos de tela por dia Imagem: iStock

Da Universa

2019-05-06T17:09:40

06/05/2019 17h09

A introdução de tecnologia na criação das crianças é algo recorrente e que traz muitos efeitos positivos no processo educacional. Entretanto, em um novo estudo da Universidade de Alberta, nos Estados Unidos, o tablet pode ter um efeito colateral significativo a longo prazo.

Dirigido pelo professor associado Dr. Piush Mandhane, o estudo descobriu que crianças que passavam duas ou mais horas olhando para uma tela todos os dias tinham 7,7 vezes mais chances de desenvolver o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) aos 5 anos de idade, em comparação com aqueles que passaram apenas 30 minutos ou menos. Por outro lado, as crianças que passavam duas horas ou mais por semana participando de uma forma de atividade física estruturada tinham menos probabilidade de ter problemas de saúde mental.

"As crianças devem desenvolver um relacionamento saudável com telas entre 3 a 5 anos de idade", disse Mandhane à "ABC News". "Nossos dados sugerem que entre zero e 30 minutos por dia é a quantidade ideal de tempo em frente a uma tela."

Embora o estudo não tenha estabelecido uma clara relação de causa e efeito entre os dois, isso sugere que os anos pré-escolares de uma criança podem ser um momento vitais para fornecer orientação adequada sobre os limites de tempo em frente às telas.

A Academia Americana de Pediatria sugere limitar a permanência em frente à tela a um máximo de uma hora por dia "de programação de alta qualidade" para crianças pré-escolares de 2 a 5 anos. Para os menores de 2 anos o único tempo de tela recomendado é para conversas de vídeo. De acordo com os pediatras, é indicado que pais e filhos assistam mídia digital juntos porque as crianças aprendem assistindo e conversando com seus tutores.