menu
Topo

Violência contra a mulher


Motorista de ônibus que admitiu estuprar jovem de 14 anos não será preso

Reprodução/YouTube/Watertown Daily
Imagem: Reprodução/YouTube/Watertown Daily

Da Universa

2019-04-30T15:10:36

30/04/2019 15h10

Um motorista de ônibus de Nova York, nos Estados Unidos, que admitiu ter estuprado uma jovem de 14 anos não irá ser preso após o juiz James P. McClusky determinar que o caso "não merecia uma sentença de prisão porque o motorista não teve prisões e vítimas anteriores".

A notícia ganhou repercussão e viralizou nas redes sociais após diversas mulheres acentuarem o absurdo dessa decisão, complementando com o fato de que não é a primeira vez que o juiz evitou condenar um estuprador.

Shane Piche, 26, se declarou culpado de estupro em terceiro grau após violentar uma estudante no veículo escolar que dirigia; além de oferecer álcool para ela, que é menor de idade. Embora ambas as acusações -- e confissões -0 fossem dignas de punição, James P. McClusky o sentenciou apenas a 10 anos em liberdade condicional e terá seu nome inscrito na ficha de agressões sexuais nível 1 - que determina "baixo risco" para reincidência e não o inclui no banco de dados de estupradores.

De acordo com o noticiário "Watertown Daily", o promotor do caso havia solicitado um status mais grave de ofensor sexual, no nível 2, mas o juiz disse que pelo fato de que o motorista de prisão não ter prisões anteriores e ter apenas uma vítima neste fundamento, o nível 1 era mais apropriado.

Três ordens de proteção "sem contato" também foram emitidas contra Shane e não poderá ficar sozinho com menores de 17 anos, com algumas exceções aprovadas.

Nas redes sociais, a indignação tomou conta das pessoas, especificamente mulheres, especialmente porque a sentença remete ao caso de Brock Turner na Califórnia, nos EUA, em que Turner cumpriu apenas três meses de sua sentença de seis meses depois de ter sido condenado por violentar uma mulher inconsciente em Stanford. A reação popular a essa sentença leve estimulou a eventual retirada do juiz que presidido o caso.

"Eu gostaria que Shane Piche tivesse sido preso pelo dano que ele causou a minha filha. Ele tirou algo da minha filha que ela nunca vai voltar e a fez travar uma luta contra a depressão e ansiedade", comunicou a mãe da jovem de 14 anos.

"Shane Piche precisa ser punido pelo seu crime. James P. McClusky não está protegendo um homem inocente. Nojento"

"Juíz James P. McClusky, você é tão nojento quanto o estuprador Shane Piche"

"O nome dele é Shane Piche. Infelizmente, seu nome e rosto não poderão ser esquecidos porque o juiz decidiu deixa-lo livre"

"Mulheres são descartáveis. É isso que o juiz está dizendo"

"Shane Piche, branco, admitiu estuprar uma jovem de 15 anos. Não ficará preso.

Kaleif Browder, negro, 16 anos, e passou 3 anos na Rikers Island esperando o julgamento pela acusação por ter roubado uma carteira. Muito parte desse tempo passou na solitária"