Topo

Política


Amy Poehler sobre Trump: "Ele é tudo que devemos temer na figura masculina"

Getty Images
Amy Poehler no tapete vermelho 2016 do Emmy Imagem: Getty Images

Da Universa

2019-04-25T09:57:49

25/04/2019 09h57

Amy Poehler é dessas artistas que falam sem medo de se expor. Capa e recheio da nova edição da revista "Hollywood Reporter", a atriz comentou abertamente sobre política e foi enfática ao dizer como enxerga o lugar da mulher na sociedade de hoje.

"Tenho tentado desmistificar minha própria e institucionalizada misoginia. Nossa geração de mulheres ficou dessexualizada. E essas coisas ficam muito arraigadas. Eu cresci em uma época em que simpatizar ou ter empatia com a experiência masculina significava o quanto eu era capaz de ser incluída naquilo".

Na entrevista, Amy também analisou a era Trump e não economizou nas críticas ao presidente americano.

"Nosso presidente eleito é tudo que você deveria abominar e temer em uma figura masculina", disparou, sem antes comentar das mulheres que trabalham na Casa Branca. "Elas estão furiosas com essa administração e têm trabalhado juntas e se unido na tentativa de dar algum sentido para tudo isso. Toda mulher que eu conheço tem uma mensagem de texto que mandou, toda manhã, dizendo: 'Você consegue acreditar nisso? Vamos dividir isso pra gente não enlouquecer. Porque é tudo muito maluco'. Eu não consigo ouvir ele falando. É muito perturbador", afirmou.

Como tantas mulheres de sua geração, Poehler tem lidado com suas próprias suposições sobre a política atual nos EUA, em meio a todo o temor existencial causado pela presidente dos EUA.

"As mulheres são constantemente criticadas por serem muito emocionais. Podemos nos permitir sermos tão confusas, em qualquer lugar, inconsistentes e medíocres tanto quanto os homens? Temos que ser sempre pacientes, especiais, carinhosas e compreensivas?"

A atriz, que fez sucesso na série "Parks and Recreation", da NBC, e idealizou a produção da Netflix "Boneca Russa", está no elenco do filme "Wine Country". A produção é uma comédia sobre envelhecimento, amizade e alienação na era digital.