menu
Topo

Pausa

Pare, respire e olhe o mundo ao redor


"Game of Thrones": por que as mulheres são as verdadeiras protagonistas?

Reprodução
Imagem: Reprodução

Mariana Kid

Colaboração para Universa

2019-04-13T04:00:00

13/04/2019 04h00

O que seria de "Game of Thrones" sem as as suas mulheres? A série da HBO chega à oitava e última temporada neste domingo (14) com uma certeza: são elas que estarão na linha de frente do desfecho da historia. É verdade que "GoT" tem dividido opiniões desde sua estreia. Há os que a considerem machista, pelo excesso de exploração do corpo feminino e também das cenas (pesadíssimas) de estupro. Mas quando se avalia o peso e a força de suas protagonistas, resta pouco para se dizer de todo o resto. São mulheres que fogem do estigma de donzelas em busca de um príncipe encantado ou de um salvador.

Na história, as personagens femininas são mães, filhas, guerreiras, assassinas, mulheres comuns com problemas reais (pelo menos no universo fictício em que a série é retratada). Por isso falar da estreia da temporada final de "GoT" e não citar suas grandes personagens femininas é quase uma heresia.

Naquele clima de quem está contando os segundos para colar os olhos na televisão, reunimos três personagens femininas que merecem nosso respeito. Afinal, o que elas nos ensinam sobre ser mulher?

Sansa Stark (Sophie Turner)

A personagem com ares de mulher fraca e submissa, em um primeiro momento talvez faça jus ao título que lhe foi dado muitas vezes pelos fãs da série. Filha de uma família poderosa, ela literalmente passou por poucas e boas ao longo das temporadas. Teve casamentos forçados, sofreu com a violência sexual, perdeu o pai, a mãe e o irmão e passou algumas longas e sofridas temporadas sem saber o destino de John Snow e Arya, de quem se separou no início da historia. Mas a verdade é que Sansa tem carregado injustamente um título que não lhe pertence mais.

O fato de ser superfeminina talvez lhe traga o estereótipo distorcido de mulher frágil. Por trás dessa cara de boazinha existe uma mulher que se tornou Senhora de Winterfell depois de assumir o trono que um dia foi de sua família. É ela quem assume posição de liderança, faz alianças políticas e ainda toma frente no planejamento de uma guerra para retomar o que um dia foi seu. E quando ela impede John Snow de matar Ramsay Bolton, para que ele seja devorado pelos seus próprios e cruéis cachorros, ela deixa escancarado a mulher forte que no final das contas, ela sempre foi.

Daenerys Targaryen (Emilia Clarke)

Os olhos caros e os cabelos platinados, talvez façam da personagem mais doce do que ela de fato é. A última remanescente da Casa Targaryen é também a mãe dos dragões. O instinto materno aflorado e o título que lhe foi concedido não são à toa. Seus dons de domar os bichos e de ser imune ao fogo lhe abriram caminho para construir um império.

É Daenerys quem assume frente de um exército que ela mesma criou. Como uma espécie de Robin Wood de Westeros, liberta os escravos e os transforma em Imaculados. E em uma época em que o poder estava aliado à força (como ainda acontece hoje muitas vezes) a jovem pequena, se torna gigante no comando de um batalhão de homens. Na penúltima temporada, ela deixou claro seus planos de "dominar o mundo". É apresentada para John Snow como "a herdeira legítima do Trono de Ferro, rainha legítima dos Ândalos e dos Primeiros Homens, protetora dos Sete Reinos, Mãe de Dragões, Khaleesi do Grande Mar de Grama, a Não-queimada, a Quebradora de Correntes".

Arya (Maisie Williams)

A jovem que os fãs de "GoT" viram crescer ao longo da série, é talvez a personagem mais interessante de todo o elenco. E isso se deve principalmente por toda construção de sua personalidade nas sete temporadas da atração. Na primeira temporada, a jovem já dá sinais de caminhar na contramão das tradições femininas da realeza. Gosta de praticar arco e flecha com os irmãos menores nos arredores do castelo.

Com a morte da família, Arya cria uma lista mental com seus inimigos e decide ir atrás de todos eles em busca de vingança. Nessa jornada, firma sua importância como mulher forte no elenco feminino. Aprende a usar a espada e, com a ajuda de Jaqen H'ghar, membro de uma ordem misteriosa composta por assassinos, consegue mudar de aparência para enganar seus inimigos.

Mais Pausa