menu
Topo

Direitos da mulher


No Arizona, mãe alega ter sido impedida de amamentar filho em escola

iStock
Mãe é impedida de amamentar filho em escola nos EUA Imagem: iStock

Da Universa

2019-04-12T12:19:48

12/04/2019 12h19

Uma mãe no Arizona está acusando a escola de sua filha de ter impedido que ela amamentasse seu filho recém-nascido nas dependências da instituição. Theresa Phillips alegou que foi convidada da Escola Primária Kiva, em Paradise Valley, para levar lanches durante a "Semana da Pessoa Especial" de sua primogênita. Durante o evento, seu bebê demonstrou vontade de amamentar e o ato foi impedido pelo diretor assistente do colégio.

Em vídeo publicado no Facebook, Phillips mostra que o diretor chegou a convidá-la para uma sala onde pudesse ter "privacidade". Apesar de afirmar que não precisava ir para uma área privada, o diretor respondeu que preferiria "isso para você e para as crianças". A mãe relutou e o homem insistiu, convidando-a para uma conversa em uma sala. Phillips, entretanto, se recusou.

De acordo com a revista "People", o diretor da escola enviou uma carta aos pais na noite da última quarta-feira (10), alegando que o funcionário interveio porque Phillips estava explicando como a amamentação funciona para os alunos e que a escola não queria que as crianças fossem "expostas à amamentação". contra os desejos dos pais.

"Enquanto nós, adultos, compreendemos a importante ligação e benefícios de saúde para a mãe e a criança através desta forma de nutrição, também percebemos que alguns pais podem não querer ter seus filhos expostos à amamentação e serem filmados por um adulto desconhecido na escola sem a sua permissão prévia", diz a declaração.

Em uma entrevista à "NBC12 News", Phillips disse que não queria recuar de seu direito legal na frente de sua filha. "Eu não queria causar uma cena, mas eu teria que sair, eu teria que ter deixado minha filha e colocado em uma sala, e isso teria mostrado a ela que isso era aceitável, e eu não quero que ela sinta que é".

Agora, Phillips está organizando um mutirão de amamentação na escola nesta sexta-feira (12) para protestar contra o incidente. "Cuidar de nossos filhos é seguro e testemunhar que a amamentação é ainda mais segura", escreveu ela na página do evento. "Vamos deixar o mundo saber que conhecemos nosso lugar de direito, bem como nossos direitos!", escreveu ela em evento convocando a manifestação.