menu
Topo

Violência contra a mulher


6 momentos em que Danilo Gentili ofendeu mulheres com suas "piadas"

Reprodução/Facebook/Danilo.Gentili.Oficial
Danilo Gentili Imagem: Reprodução/Facebook/Danilo.Gentili.Oficial

Da Universa

2019-04-11T13:33:22

11/04/2019 13h33

Danilo Gentili foi condenado nesta quarta (10) a seis meses de detenção por injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT). No vídeo de 2016 que resultou na condenação, Gentili rasga e enfia na partes intimas um documento enviado pela pela parlamentar em relação a comentários contra ela no Twitter do comediante. Além de picotar o documento, o apresentador do "The Noite", do SBT, pede para que Rosário receba de volta o documento, "abra a bunda" e coloque "tudo dentro".

Em entrevista à rádio Jovem Pan nesta quarta (10), o comediante se defendeu da condenação. "Achei que era um protesto genuíno", disse. A defesa afirma que se tratava de uma peça de humor. O apresentador e humorista poderá recorrer em liberdade.

Gentili tem um longo histórico de processos e acusações de comentários polêmicos ou preconceituosos. Geralmente com teor gordofóbico, os alvos costumam ser mulheres.

Na última quinta (3), publicou uma mensagem gordofóbica contra a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-RJ). A parlamentar também afirma que irá processá-lo.


Já no sábado (6), Gentili fez um insulto gordofóbico contra Thais Carla. Dias antes, a dançarina divulgou um vídeo para mostrar a falta de acesso para pessoas gordas em aviões. "Eu nunca vi essas pessoas reclamarem que a cadeira do McDonald's é pequena", escreveu o comediante no Twitter.

"Como um cara consegue ver graça nisso? Será que o humor é mesmo rir da desgraça do outro? Ou será que é preciso humilhar o próximo para se sentir melhor?", escreveu Thais no Instagram, onde contou com a solidariedade de nomes como Preta Gil e da atriz Alice Wegmann nos comentários.

Comentário gordofóbico contra candidata durante as eleições

No ano passado, Gentili resgatou uma foto antiga da então candidata à vice-presidência, Manuela D'Ávilla, para tentar ofendê-la. "Foi nessa época que @ManuelaDavila ganhou a simpatia do @LulaOficial [perfil do ex-presidente Lula] . Ele viu ela chegando e disse : 'Eba! Um barril de chopp!?".

Em resposta, d'Ávilla publicou a foto da adolescência em seu perfil pessoal no Instagram: "Sou uma mulher livre, feliz, realizada pessoal e politicamente. Nada pode gerar mais insegurança e raiva do que uma mulher que ama a si mesma e que constrói uma vida cheia de realizações como eu e tantas de nós".

Ofensa contra doadora de leite

Em 2016, Justiça também condenou Gentili após ofender Michele Rafael Maximino, 34, conhecida por ter doado mais 400 litros de leite de materno. Em 2013, durante o programa "Agora É Tarde", exibido pela Band, Gentili chamou a pernambucana de "vaca" e a comparou com o ator pornográfico Kid Bengala.

Piada sobre estupro

A atriz Samara Felippo também usou as redes sociais contra uma "piada" feita por Gentili durante um show.

"Vendo isso me deu uma dor profunda. Lembrei de quando era uma menina de 14 anos, sem qualquer preparo para a maldade do mundo. Fui abusada em inúmeros 'testes' para comerciais. Sofria assédio e não percebia. Diretores, agentes. Lembro em uma seleção de catálogo para biquínis, o próprio diretor passava óleo nas meninas", e adiciona: "Nesse vídeo, ele diz que uma mulher merece ser estuprada, e uma plateia inteira, e entre ela muitas mulheres aplaudem. Me causou um horror físico e mental. É normal? É stand up? É só uma brincadeira? Você aplaudiria se sua namorada, filha, mãe, se você fosse ou já tivesse sido estuprada?