menu
Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Jogador explica por que a diversidade importa nos videogames

iStock
Jogador defende diversidade em videogames Imagem: iStock

Da Universa

2019-04-11T12:48:46

11/04/2019 12h48

A inclusão nos videogames ganhou fôlego nos últimos anos e isto tem gerado um grande debate no mundo geek. Tradicionalmente, os jogos apresentavam protagonistas homens, heterossexuais, brancos e cisgêneros, mas ultimamente o perfil dos personagens tem sido ampliado para abraçar as mais diferentes origens, orientações sexuais e gêneros. Se por um lado diversos fãs comemoram a representatividade, do outro muitos questionam e contestam o movimento.

De acordo com estes jogadores, as empresas de videogame tem "forçado a diversidade", o que não é bem visto com bons olhos por eles. Entretanto, um jogador de Nashville que se apresenta como FightinCowboy nas redes sociais, resolveu utilizá-las para falar sobre o movimento e explicar o por que as pessoas devem comemorar sim estas mudanças.

"Ultimamente, criou-se muito barulho sobre os jogos "forçando a diversidade" e as pessoas ficam chateadas porque um personagem é gay, trans, etc. Eu quero pegar um momento para tentar explicar isso para as pessoas que estão tendo dificuldades para entender o problema, sendo eu um homem branco e heterossexual", escreve.

"Como um cara branco e heterossexual toda a minha vida foi preenchida com caras brancos legais em jogos e quadrinhos. 'Iron Man', 'He-Man', 'Homem Aranha', 'Cloud', você entendeu. Há literalmente um milhão de escolhas diferentes que você pode escolher e pensar 'oh, eu quero ser como eles, posso me relacionar com eles".

"E agora estamos vendo mais mulheres, mais negros, mais pessoas de diferentes orientações sexuais, e os caras estão perguntando: 'por que meu personagem tem que ser gay?', 'Eu gosto desse personagem, mas por que eu tenho que jogar como uma garota negra?'", continua o jogador.

"E para ser honesto, todos vocês estão jogando como o 'cara branco heterossexual" por tanto tempo que estão tratando isso como a configuração padrão da vida. Mas isso não é verdade. O mundo não é feito apenas de caras brancos e heterossexuais. Há bilhões de pessoas diferentes por aí".

"E você vai dizer 'bem, por que meu personagem tem que ser gay? Não importa no jogo' e você está certo, não muda nada, então por que diabos você se importa? Jogando como um personagem gay não significa que suas bolas começam a cair no seu quarto para atacar você", brinca.

"Mas para aquele garoto de 13 anos que é gay e ainda está no armário, ele repentinamente tem um modelo. Ele tem alguém com quem ele pode se relacionar da mesma maneira que você olhou para Tony Stark ou Mario ou quem quer que seja. Aquela menina negra que era muito tímida em jogos tem um personagem no qual ela se vê".

"O ponto é que, embora possa não afetar o jogo de forma alguma, não está prejudicando você e está potencialmente ajudando alguém. E se você ainda discorda disso, então o verdadeiro problema é que você é um idiota", finaliza.

Os tuítes receberam diversas curtidas e retuítes, gerando ainda mais debate. A maioria dos usuários agradeceu ao jogador por levantar a questão no Twitter e ainda rebateram com mais informações sobre o assunto.

"As pessoas ficam muito animadas quando descobrem que um personagem é representativo de certa forma. Isso acaba fazendo com que eles tenham mais investimentos, permitindo que as pessoas explorem suas criatividades e elaborem esses personagens, histórias e temas. O que é muito legal na minha opinião", opinou um seguidor.