menu
Topo

Papo de vagina


Joias contraceptivas são testadas nos Estados Unidos; saiba como funcionam

Mark Prausnitz/Georgia Tech/Divulgação
Joias podem ser usadas no futuro como novo método contraceptivo Imagem: Mark Prausnitz/Georgia Tech/Divulgação

Da Universa

2019-03-27T13:30:30

27/03/2019 13h30

Um novo método contraceptivo tem chamado atenção nos Estados Unidos. Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia desenvolveram uma técnica para administrar hormônios por meio de itens de joalharia, como brincos, relógios e até mesmo anéis.

O método consiste em implantar um adesivo contraceptivo na região que tem maior probabilidade de encostar com a pele, como atrás do mostrador do relógio. De acordo com publicação no "Journal of Controlled Release", testes iniciais sugeriram que a joalheria anticoncepcional pode ser capaz de fornecer uma quantidade suficiente de hormônios para atuar como uma forma de controle de natalidade. Entretanto, ainda não houve nenhum teste humano que comprovasse a tese.

"Quanto mais opções anticoncepcionais estiverem disponíveis, maior a probabilidade de que as necessidades de cada mulher sejam atendidas", disse ao "Independent' Mark Prausnitz, professor da Regents na Escola de Engenharia Química e Biomolecular do Instituto de Tecnologia da Geórgia. "Como a joalheria pode já fazer parte da rotina diária de uma mulher, essa técnica pode facilitar o cumprimento do esquema de medicamento", completa.

Entretanto, os pesquisadores alertam: se a joia anticoncepcional for disponibilizada no mercado, os adesivos hormonais nos acessórios provavelmente precisarão ser trocados semanalmente.