menu
Topo

Sexo


Sexo

Mulher faz campanha para fundar o primeiro museu sobre vaginas no mundo

Reprodução/Instagram/@vagina_museum
Inglesa faz campanha de financimanto para criar o Vagina Museum, em Londres Imagem: Reprodução/Instagram/@vagina_museum

Da Universa, em São Paulo

2019-03-24T16:52:10

24/03/2019 16h52

A comediante inglesa Florence Schechter iniciou uma campanha para fundar, ainda em 2019, o Vagina Museum, primeiro museu físico sobre vaginas no mundo todo, em Londres. Para que dê certo, ela iniciou uma campanha de financiamento coletivo que pretende arrecadar 300 mil libras (cerca de R$ 1,5 milhão) em menos de um mês.

O dinheiro será usado para organizar as exposições e eventos que acontecerão no museu. Schechter, em entrevista ao "The Independent", afirmou que a ideia de criar o espaço foi para reduzir o preconceito que ainda cerca o aparelho reprodutor feminino.

"O Vagina Museum é muito importante porque esta parte do corpo ainda é muito estigmatizada, e isso traz consequências reais. Nossa prioridade é quebrar este tabu que cerca nossos corpos e criar um lugar onde possamos ter conversas abertas e honestas sobre a vagina", diz.

O projeto nasceu como uma campanha em março de 2017. Com a criação do espaço físico do museu, no bairro de Camden, a comediante espera que, além de exposições, o Vagina Museum também tenha apoio de educadores sexuais e profissionais da saúde para fornecer serviços de qualidade não só a mulheres, mas também às pessoas transgênero.