Topo

Transforma

Mulheres protagonizam um mundo em evolução


Ator de "Girls" revela que sofreu agressão sexual de padre na adolescência

Andew Rannells/Reprodução Instagram
O ator Andrew Rannells interpretou Elijah Krantz em "Girls" Imagem: Andew Rannells/Reprodução Instagram

Da Universa

2019-03-20T14:15:08

20/03/2019 14h15

Andrew Rannells, conhecido por interpretar Elijah Krantz na série "Girls", revelou que sofreu agressão sexual de um padre católico quando era adolescente. A denúncia veio à tona em seu novo livro, "Too Much Is Not Enough: A Memoir of Fumbling Toward Adulthood" ("Muito não é o suficiente: Uma biografia de um desastrado para a idade adulta", em tradução livre).

De acordo com trecho publicado pela "Vulture", Rannells foi procurar a orientação de um padre após se relacionar com um homem de 40 anos de idade. "Perdi totalmente a conexão e a assistência adulta. Minhas notas estavam despencando, eu constantemente tive uma dor de estômago e eu pensei que minha vida estava desmoronando ao meu redor", escreve o ator.

Assim, Rannells encontrou-se com o Padre Domenic, que ele estima ter cerca de 60 anos na época. "Ele parecia tão forte, mas tão gentil, e eu estava esperançoso de que ele pudesse me salvar de mim mesmo", escreve. Na ocasião, o ator se dirigiu até o confessionário, que na sua escola não era realizado de modo privativo, mas sim em uma sala onde os sacerdotes montavam duas cadeiras próximas e ligava uma música para abafar o som. "Então você basicamente se levantava no rosto de um padre e sussurrava seus pecados. Às vezes ele fechava os olhos e segurava a parte de trás do seu pescoço com firmeza enquanto você confessava."

No momento de sua confissão, o padre acabou agarrando o pescoço de Rannells como o esperado, mas o jovem na época não conseguia falar. "Eu comecei a chorar. Eu estava tão envergonhado. Padre Dominic apertou meu pescoço com mais força e agarrou minhas duas mãos com a mão livre. Suas mãos eram como luvas de beisebol. Nós apenas ficamos lá enquanto eu chorava. Ele finalmente disse: 'É, você não fez nada errado ...' Não era exatamente o que eu estava procurando, mas ainda assim me senti bem", conta.

Depois das palavras de conforto, o padre beijou o adolescente. "Ele se levantou e me puxou com ele. Me abraçou com força. Senti-me seguro e ouvi e compreendi. Então, com força inesperada, ele me beijou. Nos lábios. Ele colocou sua língua em minha boca e ainda segurou a parte de trás da minha cabeça. Então ele me soltou e fez o sinal da cruz na minha testa. Ele sorriu", descreve o ator.

Rannells ficou perplexo e tentou evitar o padre durante o ano, mas sua mãe acabou convidando-o para a sua festa de formatura juntamente com outros padres. Quando Dominic deixou a festa, ele chamou Rannells novamente. "Eu sabia o que estava por vir, mas a essa altura eu não me importava. Eu tinha realizado vários atos sexuais com um homem com quem eu não me importava, e eu apenas estava andando por aí me sentindo danificado. Então, eu me importaria se mais um homem assustador quisesse me beijar? O que importava?", desabafa.

"Ficamos parados na porta da frente da casa dos meus pais e nos despedimos pela última vez, e então ele me agarrou pela nuca e forçou a língua na minha boca. Eu apenas fiquei lá e deixei. Eu não beijei de volta, mas eu também não me mexi. Ele sorriu para mim e foi até o carro. Entrei em nossa cozinha e bebi um copo de vinho antes de voltar para a festa", conta. O ator ainda descreve que se sentiu um pouco paralisado após o acontecimento, questionando-se quantos adolescentes tinham que lidar com esse tipo de situação durante a formatura.

A autobiografia publicada por Rannells traça toda sua trajetória antes de tornar-se famoso, trazendo memórias de sua infância crescendo em Omaha, Nebraska, até o início de sua carreira como ator em Nova York.

Mais Transforma