menu
Topo

Diversidade


Erika Januza: "Hoje eu conheço mais sobre minha negritude"

Iwi Onodera e Manuela Scarpa/Brazil News
Imagem: Iwi Onodera e Manuela Scarpa/Brazil News

Carolina Martins

Colaboração para Universa

2019-03-14T21:29:52

14/03/2019 21h29

No lançamento da coleção Action! da Le Lis Blanc, Erika Januza falou à Universa sobre a importância de ser uma mulher negra na mídia, reforçando o papel da visibilidade.

No bate-papo, a atriz, de 33 anos, afirmou que as mudanças que aconteceram na sua vida, como a chegada ao Rio de Janeiro, fizeram com que ela se reconhecesse muito mais e se apropriasse desse conhecimento.

"Minha essência é a mesma desde sempre. Meus princípios de criação são os mesmos. Hoje eu tenho conhecimento de algumas coisas. Eu conheço minha negritude mais a partir do momento que virei atriz e fui morar no Rio de Janeiro. Esse lugar de fala e visibilidade de ser artista é positivo para mandar a mensagem para alguém que precise. O espaço que a gente tem é maior", opinou.

Erika falou ainda sobre o empoderamento feminino que as mulheres vêm reforçando e como isso é positivo para todas elas, independentemente da profissão.

"Toda mulher quebra as barreiras do que 'não pode'. Do que não é apropriado para mulher, se desdobrando para ser mãe ou optando por não ser mãe, optando por ser solteira. Tudo que a gente pode fazer para ser feliz. Cada mulher é representatividade no lugar em que ela está. Médica, gari. Todo mundo pode ser representatividade, independente da profissão ou da cor da pele", concluiu.