menu
Topo

Violência contra a mulher


MP-GO fará 3ª denúncia contra João de Deus; médium será ouvido nesta terça

Walterson Rosa/Folhapress, PODER
João de Deus Imagem: Walterson Rosa/Folhapress, PODER

Mariana Araújo

da Universa, em São Paulo

22/01/2019 08h53

O Ministério Público de Goiás confirmou à Universa na manhã desta terça-feira (22) que prepara a terceira denúncia contra o médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus.

Na nova denúncia, o líder religioso volta a ser acusado de crimes de abuso sexual por mais mulheres.

Ainda segundo o MP, João de Deus foi interrogado pelos promotores Gabriella Queiroz e Paulo Penna Prado às 9h da manhã desta terça no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, onde está preso desde 16 de dezembro.

O Ministério Público ainda não divulgou o número de casos de abuso que serão apresentados na nova denúncia, mas esclareceu que o depoimento de João é o último passo na sua elaboração.

De acordo com a assessoria de imprensa, a previsão é que a denúncia seja protocolada e encaminhada à Justiça do Estado nesta quarta-feira (23). 

Na última quarta-feira (16), segundo apurou a reportagem do UOLJoão de Deus se tornou réu pela segunda vez por crimes sexuais após a juíza Rosângela Rodrigues Santos, da comarca de Abadiânia, ter aceitado os relatos de 13 vítimas, entre os quais 5 não haviam se tornado crimes prescritos. Os outros 8 depoimentos figuram como testemunhas na denúncia.

A Justiça de Goiás ainda negou na terça-feira (15) um pedido de habeas corpus feito pela defesa do líder religioso. A Polícia Civil também já o indiciou por posse ilegal de armas após apreender cinco armas de fogo e R$ 405 mil em sua casa.

A reportagem procurou a defesa de João de Deus, mas ainda não obteve resposta.