menu
Topo

Diversidade


"The L Word" faz 15 anos: 5 motivos que fizeram da série lésbica um sucesso

Dvulgação
A série "The L Word", sobre a vida das lésbicas, marcou a comunidade LGBT Imagem: Dvulgação

Jacqueline Elise

Da Universa

21/01/2019 04h00

A série "The L Word" comemora 15 anos. Passada no Brasil entre 2004 e 2009 pelo canal a cabo Warner, o show, focado em um grupo de mulheres lésbicas lidando com seus relacionamentos e perrengues marcou a comunidade LGBT e a televisão, que finalmente exibia um programa retratando fielmente as mulheres apaixonadas por mulheres.

Para celebrar o aniversário de "The L Word", listamos cinco motivos que fizeram da série um sucesso de público e de crítica:

1. Foi a primeira série centrada em mulheres lésbicas

Divulgação
Pela primeira vez, mulheres lésbicas se viam representadas na TV Imagem: Divulgação

Enquanto a comunidade gay tinha "Queer as Folk" para representá-los na TV, as lésbicas estavam órfans deste conteúdo --só enxergavam esta representação de suas vidas em uma personagem ou outra, em alguns programas, e nunca eram protagonistas. "The L Word" finalmente trouxe estas mulheres para a linha de frente e deixou que suas histórias fossem o foco, e não só um núcleo da série.

2. Representou diversos "tipos" de mulheres homossexuais

Um dos grandes êxitos do programa foi mostrar que não existe só um tipo de lésbica. Andróginas, femininas, "butch" (que não reproduzem a feminilidade): todas as mulheres, de diferentes estilos, tiveram espaço na trama, inclusive personagens bissexuais também puxaram as temporadas.

3. Ajudou as lésbicas a se entenderem --e até se assumirem

Divulgação
Série se consolidou por falar sobre temas polêmicos sem medo Imagem: Divulgação

Muitas das espectadoras assistiram a série na adolescência ou na época em que estavam descobrindo sua sexualidade. Ver a diversidade de personagens que "The L Word" trouxe para a televisão as ajudou a entender melhor a própria sexualidade, e até mesmo iniciarem a conversa de "saída do armário" com família e amigos: com tantos exemplos de lésbicas na série, era fácil se identificar com pelo menos uma das histórias contadas.

4. Falou sobre temas considerados tabu, mesmo entre a comunidade LGBT

"The L Word" foi muito elogiada pelo público e pela crítica por não ter medo de abordar temas polêmicos, ou trazer discussões mais obscuras sobre sexo, comportamento e relacionamentos, mesmo dentro do movimento LGBT. A série teve de tudo: um casal de mulheres que fez inseminação artificial para engravidar e que, depois, se separou e lutou pela guarda da criança; uma mulher lésbica que se descobriu como homem transgênero; outra mulher que passou a vida sendo heterossexual e depois percebeu que gostava de mulheres; e personagens que, entre uma temporada e outra, questionavam sua sexualidade.

5. Mostrou o sexo entre mulheres sem filtro

Divulgação
Série também ficou conhecida por suas cenas picantes Imagem: Divulgação

A série também ganhou fama com suas cenas de sexo. "The L Word" não teve receio em mostrar como as mulheres transam com outras mulheres, e mesmo as cenas mais quentes foram mostradas sem pudor e da forma como realmente acontecem.